Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula aceita andar de carruagem



02/03/2006 | 01:05


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarca no dia 6 em Londres para uma visita de Estado à Grã-Bretanha marcada pelas exigências pessoais e ambições na esfera multilateral. Lula concordou em ser transportado em carruagem real até o Palácio de Buckingham. Mas rejeitou se vestir a rigor para o banquete que a rainha Elizabeth II lhe oferecerá. Na agenda de trabalho, ele insistirá no projeto de realizar um encontro de líderes mundiais para destravar a Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC) e na reforma do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Entretanto, somente "tangenciará" os dilemas da comunidade brasileira na Inglaterra e deverá ignorar o polêmico assassinato do eletricista brasileiro Jean Charles de Menezes pela Scotland Yard, há um ano.

Antes de Lula, apenas os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Ernesto Geisel haviam realizado visita de Estado à Grã-Bretanha. Trata-se de uma modalidade cerimoniosa, que, por si mesma, prevê a visita aos chefes dos Três Poderes. Mas, na capital britânica, reveste-se de mais requinte e de elementos da tradição monárquica. Nesse sentido, o presidente e a primeira-dama, Marisa Letícia Lula da Silva, serão hospedados no Palácio de Buckingham, para onde serão transportados da Embaixada do Brasil num carro de tração animal. Mas, cuidadosamente, diplomatas brasileiros conseguiram do cerimonial britânico o aval para que Lula e os ministros vistam-se com terno e gravata no banquete do dia 7.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lula aceita andar de carruagem


02/03/2006 | 01:05


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarca no dia 6 em Londres para uma visita de Estado à Grã-Bretanha marcada pelas exigências pessoais e ambições na esfera multilateral. Lula concordou em ser transportado em carruagem real até o Palácio de Buckingham. Mas rejeitou se vestir a rigor para o banquete que a rainha Elizabeth II lhe oferecerá. Na agenda de trabalho, ele insistirá no projeto de realizar um encontro de líderes mundiais para destravar a Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC) e na reforma do Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Entretanto, somente "tangenciará" os dilemas da comunidade brasileira na Inglaterra e deverá ignorar o polêmico assassinato do eletricista brasileiro Jean Charles de Menezes pela Scotland Yard, há um ano.

Antes de Lula, apenas os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Ernesto Geisel haviam realizado visita de Estado à Grã-Bretanha. Trata-se de uma modalidade cerimoniosa, que, por si mesma, prevê a visita aos chefes dos Três Poderes. Mas, na capital britânica, reveste-se de mais requinte e de elementos da tradição monárquica. Nesse sentido, o presidente e a primeira-dama, Marisa Letícia Lula da Silva, serão hospedados no Palácio de Buckingham, para onde serão transportados da Embaixada do Brasil num carro de tração animal. Mas, cuidadosamente, diplomatas brasileiros conseguiram do cerimonial britânico o aval para que Lula e os ministros vistam-se com terno e gravata no banquete do dia 7.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;