Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PMDB exige cargos por apoio



14/06/2006 | 08:02


O PMDB já comunicou ao Planalto que cota de poder deseja na Esplanada dos Ministérios para seguir na montagem de palanques fortes para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 21 Estados. Decidida a retomar o controle do Ministério da Saúde, a cúpula governista levou a Lula a indicação do atual presidente da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Paulo Lustosa.

Além disso, o partido reivindica a presidência da Eletrobrás, posições na conab (Companhia Nacional de Abastecimento), todas as diretorias da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) e pelo menos uma diretoria da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Um dirigente peemedebista conta que os cargos foram discutidos na conversa que Lula teve com o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), e o senador José Sarney (AP) na noite de segunda-feira no Planalto. O encontro foi marcado logo depois de a Executiva Nacional do PMDB sepultar a proposta de candidatura própria, por 12 a 0.

A expectativa da cúpula governista do partido é de que o presidente comece a nomear os peemedebistas já na segunda-feira, uma vez que todas as mudanças têm de ser concluídas até dia 30, quando se encerra o prazo que a lei estabelece para nomeações em ano eleitoral.

A ofensiva por cargos foi desencadeada porque os aliados apostam todas as fichas na reeleição de Lula. Mais do que negociar posições no Executivo até o fim deste ano, o PMDB movimenta-se para assegurar, desde já, espaços em um eventual segundo governo do petista.

Para selar a parceria eleitoral, a expectativa é de que Lula convide um peemedebista para participar da coordenação de sua campanha. Segundo um cardeal da cúpula governista, o objetivo é garantir a presença do PMDB no chamado “núcleo duro palaciano”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PMDB exige cargos por apoio


14/06/2006 | 08:02


O PMDB já comunicou ao Planalto que cota de poder deseja na Esplanada dos Ministérios para seguir na montagem de palanques fortes para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 21 Estados. Decidida a retomar o controle do Ministério da Saúde, a cúpula governista levou a Lula a indicação do atual presidente da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Paulo Lustosa.

Além disso, o partido reivindica a presidência da Eletrobrás, posições na conab (Companhia Nacional de Abastecimento), todas as diretorias da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) e pelo menos uma diretoria da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Um dirigente peemedebista conta que os cargos foram discutidos na conversa que Lula teve com o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), e o senador José Sarney (AP) na noite de segunda-feira no Planalto. O encontro foi marcado logo depois de a Executiva Nacional do PMDB sepultar a proposta de candidatura própria, por 12 a 0.

A expectativa da cúpula governista do partido é de que o presidente comece a nomear os peemedebistas já na segunda-feira, uma vez que todas as mudanças têm de ser concluídas até dia 30, quando se encerra o prazo que a lei estabelece para nomeações em ano eleitoral.

A ofensiva por cargos foi desencadeada porque os aliados apostam todas as fichas na reeleição de Lula. Mais do que negociar posições no Executivo até o fim deste ano, o PMDB movimenta-se para assegurar, desde já, espaços em um eventual segundo governo do petista.

Para selar a parceria eleitoral, a expectativa é de que Lula convide um peemedebista para participar da coordenação de sua campanha. Segundo um cardeal da cúpula governista, o objetivo é garantir a presença do PMDB no chamado “núcleo duro palaciano”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;