Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Cães são removidos de área embaixo do viaduto

Nario Barbosa Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura levou animais, que estavam sob
cuidados de ONG, para o Centro de Zoonoses


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

27/05/2016 | 07:00


A Prefeitura de Mauá removeu 27 dos 54 cachorros de área localizada embaixo do Viaduto Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, na Avenida Papa João XXIII, na Vila Noêmia. Os animais, que estavam sendo tratados pela ONG (Organização Não Governamental) Lar Anjos de Patas, foram encaminhados para o Departamento de Controle de Zoonoses do município sob alegação de que permaneciam em condições sanitárias inadequadas no local.

Os animais ficaram sem lar desde que a ONG foi despejada de imóvel na Vila Itapeva após não conseguir arcar com o aluguel mensal. Na visão da advogada e integrante do conselho consultivo da entidade, Roseni Senhora Del Mondes, 41 anos, a ação da Prefeitura foi “desnecessária”. “Eles chegaram do nada, sem aviso, transportaram os cães de forma inadequada e para local improvisado com condições parecidas com às da área embaixo do viaduto. A área não é totalmente coberta e, quando chove, molha tudo”, destaca.

Já a administração do prefeito Donisete Braga (PT) esclarece que os cachorros serão devolvidos posteriormente, assim que os representantes da ONG colocarem a documentação da entidade em ordem. Por isso, os cães não podem ser disponibilizados para adoção nas atividades promovidas pela Prefeitura da mesma forma que os animais do canil.

Enquanto isso, ONG e Prefeitura negociam nova área disponível para a instalação dos cães. A administração ofereceu espaço no bairro Sertãozinho para abrigar os animais, mas o local foi negado. Conforme Roseni, o terreno, que seria emprestado por apenas seis meses, é aberto e não oferece a estrutura necessária.

Para que os animais fossem recebidos no Departamento de Controle de Zoonoses, o espaço público precisou passar por ampliação, tendo em vista que estava com sua capacidade esgotada. Os animais do canil municipal estão castrados e disponíveis para interessados em adoção, mediante preenchimento de formulário que incentiva a posse responsável. A próxima campanha vai ocorrer no dia 5 de junho, das 9h às 12h, na Rua Oscarito esquina com Rua Forte de São Gonçalo, no Jardim Sonia Maria.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cães são removidos de área embaixo do viaduto

Prefeitura levou animais, que estavam sob
cuidados de ONG, para o Centro de Zoonoses

Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

27/05/2016 | 07:00


A Prefeitura de Mauá removeu 27 dos 54 cachorros de área localizada embaixo do Viaduto Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, na Avenida Papa João XXIII, na Vila Noêmia. Os animais, que estavam sendo tratados pela ONG (Organização Não Governamental) Lar Anjos de Patas, foram encaminhados para o Departamento de Controle de Zoonoses do município sob alegação de que permaneciam em condições sanitárias inadequadas no local.

Os animais ficaram sem lar desde que a ONG foi despejada de imóvel na Vila Itapeva após não conseguir arcar com o aluguel mensal. Na visão da advogada e integrante do conselho consultivo da entidade, Roseni Senhora Del Mondes, 41 anos, a ação da Prefeitura foi “desnecessária”. “Eles chegaram do nada, sem aviso, transportaram os cães de forma inadequada e para local improvisado com condições parecidas com às da área embaixo do viaduto. A área não é totalmente coberta e, quando chove, molha tudo”, destaca.

Já a administração do prefeito Donisete Braga (PT) esclarece que os cachorros serão devolvidos posteriormente, assim que os representantes da ONG colocarem a documentação da entidade em ordem. Por isso, os cães não podem ser disponibilizados para adoção nas atividades promovidas pela Prefeitura da mesma forma que os animais do canil.

Enquanto isso, ONG e Prefeitura negociam nova área disponível para a instalação dos cães. A administração ofereceu espaço no bairro Sertãozinho para abrigar os animais, mas o local foi negado. Conforme Roseni, o terreno, que seria emprestado por apenas seis meses, é aberto e não oferece a estrutura necessária.

Para que os animais fossem recebidos no Departamento de Controle de Zoonoses, o espaço público precisou passar por ampliação, tendo em vista que estava com sua capacidade esgotada. Os animais do canil municipal estão castrados e disponíveis para interessados em adoção, mediante preenchimento de formulário que incentiva a posse responsável. A próxima campanha vai ocorrer no dia 5 de junho, das 9h às 12h, na Rua Oscarito esquina com Rua Forte de São Gonçalo, no Jardim Sonia Maria.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;