Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Morre a segunda vítima de explosao na Cosipa


Do Diário do Grande ABC

20/05/2000 | 13:35


Morreu neste sábado a segunda vítima da explosao, seguida de incêndio, na coqueria da Companhia siderúrgica Paulista (Cosipa), na quarta-feira, em Cubatao, litoral paulista.

Valdione Cássio Machado teve 70% do corpo queimado no acidente e estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de Santos.

O acidente deixou sete feridos. Fernando de Morais Santos morreu no local do acidente no dia da explosao. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Baixada Santista, Uriel Villas Boas, afirma que a coqueria é uma área complicada na siderúrgica, "onde têm sido registrados constantes vazamentos de gás". Ele afirmou que o sindicato registra cerca de 20 novos casos de trabalhadores com leucopenia (depressao de glóbulos brancos) por causa da contaminaçao por benzeno.

A Cosipa formou uma comissao de gerentes para atuar junto com a Comissao Interna de Prevençao de Acidentes (Cipa) da empresa para apurar as causas da explosao.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Morre a segunda vítima de explosao na Cosipa

Do Diário do Grande ABC

20/05/2000 | 13:35


Morreu neste sábado a segunda vítima da explosao, seguida de incêndio, na coqueria da Companhia siderúrgica Paulista (Cosipa), na quarta-feira, em Cubatao, litoral paulista.

Valdione Cássio Machado teve 70% do corpo queimado no acidente e estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva da Santa Casa de Santos.

O acidente deixou sete feridos. Fernando de Morais Santos morreu no local do acidente no dia da explosao. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Baixada Santista, Uriel Villas Boas, afirma que a coqueria é uma área complicada na siderúrgica, "onde têm sido registrados constantes vazamentos de gás". Ele afirmou que o sindicato registra cerca de 20 novos casos de trabalhadores com leucopenia (depressao de glóbulos brancos) por causa da contaminaçao por benzeno.

A Cosipa formou uma comissao de gerentes para atuar junto com a Comissao Interna de Prevençao de Acidentes (Cipa) da empresa para apurar as causas da explosao.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;