Fechar
Publicidade

Domingo, 8 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Invadido prédio de luxo em Sto.André


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

12/04/2006 | 08:17


Um grupo de cinco a dez assaltantes invadiu na noite de segunda-feira três apartamentos do condomínio residencial de alto padrão Jardim do Parque, na avenida Industrial, no bairro Jardim, em Santo André. Os ladrões estavam armados de pistolas e revólveres. Embora estivessem em busca de dinheiro, eles roubaram jóias, relógios, aparelhos de DVD e até roupas. Na ação, iniciada por volta das 21h, um morador foi agredido a coronhadas ao tentar impedir a entrada de um dos assaltantes. A intenção do bando era fazer uma arrastão. Mas uma viatura da Polícia Militar que passou pelo local teria assustado a quadrilha. Todos os criminosos, no entanto, conseguiram fugir.

Enquanto a PM fazia uma varredura nos apartamentos para verificar se havia ladrões escondidos, moradores cogitavam evacuar o edifício e levar seus filhos para a casa de parentes. A busca da PM foi finalizada por volta das 2h de terça-feira. Uma viatura, entretanto, ficou de plantão na frente do prédio até as 7h de terça-feira.

De acordo com a polícia, os criminosos entraram no Parque Celso Daniel e pularam uma mureta que dá para os fundos do condomínio. Teriam fugido pelo mesmo local. A iluminação do parque municipal, aberto 24 horas por dia, não funcionou na noite do assalto. Moradores do prédio afirmam que as luzes do Celso Daniel sempre ficam acesas após o anoitecer.

Pelo menos dois criminosos vestiam trajes sociais – terno e gravata. Após a invasão, o vigilante e o porteiro do edifício foram amarrados e amordaçados. O bando estava equipado com rádios HT e cortou parte do sistema de comunicação interna do prédio.

A Polícia Militar não contabilizou o valor total dos pertences levados pela quadrilha. O tenente da PM Paulo Borel afirmou que uma viatura passou na frente do condomínio e percebeu que o porteiro amarrado batia os braços no vidro da guarita, em pedido de socorro.

“Os policiais pararam e foram ver o que estava ocorrendo. Nesse momento, os ladrões devem ter fugido. Por isso, não roubaram muitos apartamentos. Pegaram as chaves dos carros das vítimas, mas não levaram nenhum. Deixaram até um computador na traseira de uma Zafira que pretendiam levar embora”, disse o tenente. Um Renault Clio foi visto na frente do prédio e, segundo a PM, pode ter participado do assalto dando cobertura aos invasores.

Na casa de um morador do 6º andar, os assaltantes bateram na porta e se apresentaram como carteiros. A vítima estranhou e ligou para a portaria. Um criminoso que estava na guarita atendeu e disse que ele podia “atender o homem”. Quando o morador abriu a porta, deu de cara com uma pistola. Ele tentou impedir a entrada do ladrão. Não conseguiu e foi agredido com coronhadas na cabeça.

Na garagem do edifício, um rapaz de 18 anos que chegava de carro foi cercado pelos assaltantes, que usavam capuz. O jovem teve de usar uma venda para não observar a ação, e foi obrigado a acompanhar os ladrões pelo elevador.

Parque – A Prefeitura de Santo André declarou terça-feira que a administração do parque e a Guarda Municipal não receberam chamados ou queixas sobre a falta de iluminação. Afirmou ainda que, após o contato da reportagem, acionou o serviço de manutenção elétrica do município para verificar se houve pane no sistema. Se constatado algum problema, será aplicada alguma solução “o mais rapidamente possível”, disse a Prefeitura. Sete guardas municipais ficam no Parque Celso Daniel todas as noites.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Invadido prédio de luxo em Sto.André

Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

12/04/2006 | 08:17


Um grupo de cinco a dez assaltantes invadiu na noite de segunda-feira três apartamentos do condomínio residencial de alto padrão Jardim do Parque, na avenida Industrial, no bairro Jardim, em Santo André. Os ladrões estavam armados de pistolas e revólveres. Embora estivessem em busca de dinheiro, eles roubaram jóias, relógios, aparelhos de DVD e até roupas. Na ação, iniciada por volta das 21h, um morador foi agredido a coronhadas ao tentar impedir a entrada de um dos assaltantes. A intenção do bando era fazer uma arrastão. Mas uma viatura da Polícia Militar que passou pelo local teria assustado a quadrilha. Todos os criminosos, no entanto, conseguiram fugir.

Enquanto a PM fazia uma varredura nos apartamentos para verificar se havia ladrões escondidos, moradores cogitavam evacuar o edifício e levar seus filhos para a casa de parentes. A busca da PM foi finalizada por volta das 2h de terça-feira. Uma viatura, entretanto, ficou de plantão na frente do prédio até as 7h de terça-feira.

De acordo com a polícia, os criminosos entraram no Parque Celso Daniel e pularam uma mureta que dá para os fundos do condomínio. Teriam fugido pelo mesmo local. A iluminação do parque municipal, aberto 24 horas por dia, não funcionou na noite do assalto. Moradores do prédio afirmam que as luzes do Celso Daniel sempre ficam acesas após o anoitecer.

Pelo menos dois criminosos vestiam trajes sociais – terno e gravata. Após a invasão, o vigilante e o porteiro do edifício foram amarrados e amordaçados. O bando estava equipado com rádios HT e cortou parte do sistema de comunicação interna do prédio.

A Polícia Militar não contabilizou o valor total dos pertences levados pela quadrilha. O tenente da PM Paulo Borel afirmou que uma viatura passou na frente do condomínio e percebeu que o porteiro amarrado batia os braços no vidro da guarita, em pedido de socorro.

“Os policiais pararam e foram ver o que estava ocorrendo. Nesse momento, os ladrões devem ter fugido. Por isso, não roubaram muitos apartamentos. Pegaram as chaves dos carros das vítimas, mas não levaram nenhum. Deixaram até um computador na traseira de uma Zafira que pretendiam levar embora”, disse o tenente. Um Renault Clio foi visto na frente do prédio e, segundo a PM, pode ter participado do assalto dando cobertura aos invasores.

Na casa de um morador do 6º andar, os assaltantes bateram na porta e se apresentaram como carteiros. A vítima estranhou e ligou para a portaria. Um criminoso que estava na guarita atendeu e disse que ele podia “atender o homem”. Quando o morador abriu a porta, deu de cara com uma pistola. Ele tentou impedir a entrada do ladrão. Não conseguiu e foi agredido com coronhadas na cabeça.

Na garagem do edifício, um rapaz de 18 anos que chegava de carro foi cercado pelos assaltantes, que usavam capuz. O jovem teve de usar uma venda para não observar a ação, e foi obrigado a acompanhar os ladrões pelo elevador.

Parque – A Prefeitura de Santo André declarou terça-feira que a administração do parque e a Guarda Municipal não receberam chamados ou queixas sobre a falta de iluminação. Afirmou ainda que, após o contato da reportagem, acionou o serviço de manutenção elétrica do município para verificar se houve pane no sistema. Se constatado algum problema, será aplicada alguma solução “o mais rapidamente possível”, disse a Prefeitura. Sete guardas municipais ficam no Parque Celso Daniel todas as noites.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;