Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Do Grande ABC para o mundo

Acostumados a correr na região, integrantes do grupo Robertões disputarão a Maratona de Buenos Aires em outubro


Felipe Simões

27/09/2015 | 07:00


Acostumados a correr nas ruas e parques do Grande ABC, 32 integrantes do tradicional grupo Robertões mudarão de ares no dia 11 de outubro. Nessa data, eles irão participar da Maratona de Buenos Aires, capital da Argentina. Será a primeira vez que disputarão uma prova internacional juntos.

A ideia surgiu no início do ano e a intenção era participar de prova em Santiago, no Chile, em abril. No entanto, o pouco tempo para treinar e fazer o planejamento financeiro acabou atrapalhando o objetivo do grupo. Mas um dos Robertões marcou presença em terras chilenas: o advogado Fábio Magalhães Novaes, 41 anos.

“Fiquei empolgado depois que corri em Santiago. Quando voltei, resolvi dar um jeito de ir para Buenos Aires”, comentou ele, que espera gastar cerca de R$ 3.000 na viagem à capital da Argentina, para a qual os Robertões se preparam desde julho.

Os 42,1 quilômetros do percurso em Buenos Aires são majoritariamente planos. No caminho, será possível observar alguns pontos turísticos da cidade, como a Casa Rosada e o bairro da Boca, com passagem pelo Estádio Alberto Jacinto Armando, conhecido popularmente como a Bombonera.

“Você conhece boa parte da cidade passando nos pontos turísticos. Dizem que é uma prova muito bonita”, destacou Novaes.

Um dos idealizadores da viagem, Fabrizio Lanzoni, 36, morador de Santo André, ressaltou que, além de curtir a cidade com os amigos, correr em grupo beneficia o desempenho de todos na disputa.

“Correr em equipe é mágico, pois a sintonia é total. O apoio e a dedicação de cada um fazem diferença. Um cuida do outro a todo o momento e isso é gratificante”, afirmou ele, que fará a primeira corrida fora do País.

“Pretendemos fazer a prova de maneira tranquila. A maioria dos atletas está com expectativa de correr abaixo de quatro horas, o que é um ótimo tempo para atletas que trabalham duro durante a semana”, destacou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Do Grande ABC para o mundo

Acostumados a correr na região, integrantes do grupo Robertões disputarão a Maratona de Buenos Aires em outubro

Felipe Simões

27/09/2015 | 07:00


Acostumados a correr nas ruas e parques do Grande ABC, 32 integrantes do tradicional grupo Robertões mudarão de ares no dia 11 de outubro. Nessa data, eles irão participar da Maratona de Buenos Aires, capital da Argentina. Será a primeira vez que disputarão uma prova internacional juntos.

A ideia surgiu no início do ano e a intenção era participar de prova em Santiago, no Chile, em abril. No entanto, o pouco tempo para treinar e fazer o planejamento financeiro acabou atrapalhando o objetivo do grupo. Mas um dos Robertões marcou presença em terras chilenas: o advogado Fábio Magalhães Novaes, 41 anos.

“Fiquei empolgado depois que corri em Santiago. Quando voltei, resolvi dar um jeito de ir para Buenos Aires”, comentou ele, que espera gastar cerca de R$ 3.000 na viagem à capital da Argentina, para a qual os Robertões se preparam desde julho.

Os 42,1 quilômetros do percurso em Buenos Aires são majoritariamente planos. No caminho, será possível observar alguns pontos turísticos da cidade, como a Casa Rosada e o bairro da Boca, com passagem pelo Estádio Alberto Jacinto Armando, conhecido popularmente como a Bombonera.

“Você conhece boa parte da cidade passando nos pontos turísticos. Dizem que é uma prova muito bonita”, destacou Novaes.

Um dos idealizadores da viagem, Fabrizio Lanzoni, 36, morador de Santo André, ressaltou que, além de curtir a cidade com os amigos, correr em grupo beneficia o desempenho de todos na disputa.

“Correr em equipe é mágico, pois a sintonia é total. O apoio e a dedicação de cada um fazem diferença. Um cuida do outro a todo o momento e isso é gratificante”, afirmou ele, que fará a primeira corrida fora do País.

“Pretendemos fazer a prova de maneira tranquila. A maioria dos atletas está com expectativa de correr abaixo de quatro horas, o que é um ótimo tempo para atletas que trabalham duro durante a semana”, destacou. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;