Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PSDC de Mauá avisa que abandonará governo


Mark Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

25/01/2011 | 07:25


As dificuldades encontradas pelo prefeito de Mauá, Oswaldo Dias (PT), para governar a cidade já começam a transparecer nas projeções de aliados para a eleição de 2012. Caminhando ao lado do petista desde a campanha de 2008, que o alçou para o terceiro mandato no comando do Paço, o PSDC anuncia que abandonará a aliança e que terá candidato próprio ao Executivo no ano que vem.

Apesar de oficialmente ponderar que o posicionamento se dá por questão que visa meramente o crescimento da legenda (além de chegar à Prefeitura, espera dobrar sua representação na Câmara, hoje com duas cadeiras), o PSDC sabe que a manutenção da parceria pode se tornar desastrosa.

Após dois anos de governo, Oswaldo acumula intensas críticas sobre o desempenho de sua gestão, carente de investimentos em Mauá. O prefeito defende-se dizendo que seu antecessor, Leonel Damo (sem partido), passou o bastão com a administração mergulhada em dívidas, que totalizavam R$ 217 milhões - o petista afirma que quitou 30% do valor (cerca de R$ 70 milhões). Além disso, chegou a ser acusado de omissão no suporte às vítimas das chuvas que assolam a cidade desde o início do mês.

Diante deste cenário, nem mesmo o PT garante que Oswaldo será candidato à reeleição. Forte corrente aponta que o tri-prefeito (governou o município também entre 1997 e 2004) será forçado a abdicar de mais quatro anos no poder em favor de outro nome da sigla, provavelmente o do deputado estadual Donisete Braga.

A falta de habilidade teria respingado também no PSDC. Embora o partido negue oficialmente, Oswaldo cortou alguns cargos de menor expressão ocupados pela sigla no governo - os democratas-cristãos permanecem no comando da Secretaria de Educação, com Margaret Franco Freire, mulher do vereador Cincinato Freire (PSDC).

Questionado se teme represálias do chefe do Executivo (como a demissão de Margaret) após revelar estratégia, o presidente municipal do PSDC, Cláudio Donizete, reitera que não abrirá mão do projeto de ter postulante ao Paço. "Mesmo se o Oswaldo sinalizar por retaliações, vamos manter a proposta. É legítimo que tenhamos candidato a prefeito."

Para manter o bom relacionamento com o petista até a eleição, Donizete se mostra compreensível com as dificuldades enfrentadas por Oswaldo na primeira metade do mandato. "Ele pegou a Prefeitura em situação financeira difícil." Sobre as chuvas, que provocaram seis mortes e cerca de 500 desabrigados, considerou que "afetam a imagem (do prefeito), apesar de o governo não ter culpa direta."

 

PERFIL

Cláudio Donizete deixou escapar que o nome do PSDC para prefeito sairá de um trio de médicos, composto por Cincinato, Marcos Odair e o secretário de Saúde da administração Damo, Artur Tizo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;