Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Shoppings entram na guerra contra roubo


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

28/12/2005 | 08:23


Os shoppings da Região Metropolitana, inclusive os quatro maiores do Grande ABC, planejam adotar mecanismo de monitoramento na entradas dos estacionamentos capaz de enviar imagens em tempo real à polícia. A medida foi sugerida pela polícia à Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), que comunicou maioria dos associados. O diretor superintendente da Alshop, Luiz Augusto Ildefonso da Silva, afirmou terça-feira que a medida é necessária para inibir quadrilhas que roubam carros e os deixam em garagens de estabelecimentos comerciais por algumas horas, até despistar a polícia, e depois retiram os veículos. Para os próximos meses, foram marcadas reuniões entre Alshop e gerências de shoppings, com presença da polícia, para debater e definir detalhes da medida.

Os shoppings ABC e ABC Plaza, de Santo André, Metrópole, de São Bernardo, e o Mauá Plaza são a favor do contato direto com a polícia, mas ressaltam que precisam avaliar custos e aparatos técnicos a ser plicados no projeto.

O diretor superintendente da Alshop, Luiz Augusto Ildefonso da Silva, disse que os shoppings do Grande ABC devem aderir ao monitoramento direto com a polícia porque a região tem alto índice de roubo de carros. “Todos os shoppings devem fazer isso. Mas eles vão decidir a velocidade com que será adotada a medida. Se o investimento for brutal, acredito que vão preferir deixar para depois, para mais tarde. Assim que os maiores aderirem ao contato direto com a polícia, que é bom para todos, a tendência vai se alastrar aos outros shoppings.”

Com imagens ininterruptas das placas dos veículos que entram nos shoppings, a polícia deve consultar cada um e verificar se é roubado, quando há queixa de roubo de carro em determinada área. Não foi definido, no entanto, se as imagens serão centralizadas ou captadas de forma regional pela polícia. Também não se sabe se será assistida pelas duas polícias: Militar e Civil. Outro aspecto a ser decidido é se uma única empresa deve fazer a instalação do sistema.

O ABC Plaza Shopping, em Santo André, afirmou que tem interesse na aquisição de câmera e equipamentos para enviar imagens ao vivo à polícia. Mas quer verificar as possibilidades técnicas e acredita que a medida é uma conversa para meses. O Shopping ABC, na mesma cidade, disse que tem interesse em investir no projeto.

O Metrópole, em São Bernardo, informou que acompanhou informalmente a negociação com a polícia e que a considera interessante. Precisa, porém, conversar melhor com a Alshop e polícia para formar opinião mais concreta. O Mauá Plaza Shopping vai na mesma linha, e prefere não emitir comentário por enquanto.

O governo do Estado também não quis entrar em detalhes. A Secretaria de Estado da Segurança Pública, órgão que coordena a polícia, afirmou que por enquanto foram feitas apenas reuniões preliminares e que a partir de janeiro serão definidas estratégias conjuntas entre polícia e shoppings.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;