Fechar
Publicidade

Sábado, 12 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Previsao do governo sobre PIB é pouco provável, diz IBGE


Do Diário do Grande ABC

08/02/2000 | 11:23


O responsável pelo cálculo do PIB no IBGE, o economista Roberto Olinto, disse ser pouco provável que este ano haja aumento de 4% do produto interno bruto, como prevê o Governo Federal. "Se você pegar a tendência, para chegar a 4%, teria que haver alguns fatores extraordinários, como um belo aumento das exportaçoes", disse Olinto.

"Com as perspectivas que se tem, devido à política de metas de inflaçao, pode se mexer pouco nas taxas de juros e nao sei se vai haver espaço para 4%", afirmou. Ele lembrou que a agropecuária, que vem tendo um grande crescimento, nao deve manter esse ritmo, apesar de a atividade continuar elevada.

Olinto afirmou que, considera mais razoável para o início deste ano, uma previsao de crescimento de 3% do PIB, mas mesmo esse número terá que ser revisto no meio do ano, afirmou. Na avaliaçao do economista, o aumento de 0,82% do PIB é o desempenho de uma " economia que nao cresceu". No entanto, lembrou que o resultado é bem melhor do que havia sido previsto.

Em 1988, o PIB cresceu 0,05%, a preços básicos. A preços de mercado, o que inclui a incidência dos impostos, a variaçao do PIB em 1998 foi negativa em 0,12%. O cálculo do aumento do PIB divulgado nesta terça-feira pelo IBGE considerou os preços básicos. O PIB de 99 a preços de mercado só sairá em julho.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;