Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Especialistas desenvolvem técnica para tratar infertilidade


Do Diário do Grande ABC

27/04/2000 | 11:37


Uma nova técnica para tratar a esterilidade poderá ajudar as mulheres que necessitam recorrer a óvulos doados para ter um filho que herde seus genes e nao os de uma doadora.

Um grupo de especialistas da França, Espanha e Itália indicaram à Human Reproduction, publicaçao mensal da European Society of Human Reproduction and Embryology, que desenvolveram um novo método de fusao que permite a transferência do núcleo do óvulo de uma mulher estéril para o óvulo de uma doadora do qual se retirou o núcleo.

Este método associado à fecundaçao in vitro permetiria à mulher estéril transmitir o essencial de seu patrimônio genético (conteúdo do núcleo), da mesma maneira que seu companheiro com seu esperma.

Do novo método poderao beneficiar-se, da mesma forma, as mulheres portadoras de enfermidades ``mitocondriais'', enfermidades hereditárias raras provocadas por problemas genéticos do DNA do citoplasma situado no corpo da célula, indicou o dr. Jan Tesari, do laboratório Eylau de Paris e responsável pelo estudo.

``Um grupo mais numeroso de mulheres, que representa aproximadamente 10% dos casos de esterilidade feminina, poderá beneficiar-se com a reconstruçao do óvulo. Sua infertilidade, fracassos repetidos da implantaçao do embriao, pode estar ligada ao citoplasma e nao ao esperma'', acrescentou o especialista.

Até agora nao se tentou proceder à fecundaçao de alguns óvulos reconstruídos em funçao da proibiçao de fabricar embrioes para a pesquisa (na França e na Espanha) e de uma regulamentaçao rigorosa (na Itália), assinalaram os cientistas. No entanto, um deles, Zsolt Nagy, está testando uma fecundaçao desse tipo em Sao Paulo (Brasil), assinalou o dr. Tesarik.

Esta prática poderá ser autorizada na Gra-Bretanha sob a condiçao de se respeitar certas regras, segundo o organismo britânico Human Fertilisation and Embryology Authority.

As técnicas de fusao celular, empregadas especialmente na clonagem animal, implicam a eletrofusao, que ativa os óvulos humanos antes da fecundaçao. ``Esta ativaçao produz embrioes que nao se desenvolvem bem'', explicou Tesarik.

Os pesquisadores estao estudando métodos alternativos de fusao, um químico e outro mecânico.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Especialistas desenvolvem técnica para tratar infertilidade

Do Diário do Grande ABC

27/04/2000 | 11:37


Uma nova técnica para tratar a esterilidade poderá ajudar as mulheres que necessitam recorrer a óvulos doados para ter um filho que herde seus genes e nao os de uma doadora.

Um grupo de especialistas da França, Espanha e Itália indicaram à Human Reproduction, publicaçao mensal da European Society of Human Reproduction and Embryology, que desenvolveram um novo método de fusao que permite a transferência do núcleo do óvulo de uma mulher estéril para o óvulo de uma doadora do qual se retirou o núcleo.

Este método associado à fecundaçao in vitro permetiria à mulher estéril transmitir o essencial de seu patrimônio genético (conteúdo do núcleo), da mesma maneira que seu companheiro com seu esperma.

Do novo método poderao beneficiar-se, da mesma forma, as mulheres portadoras de enfermidades ``mitocondriais'', enfermidades hereditárias raras provocadas por problemas genéticos do DNA do citoplasma situado no corpo da célula, indicou o dr. Jan Tesari, do laboratório Eylau de Paris e responsável pelo estudo.

``Um grupo mais numeroso de mulheres, que representa aproximadamente 10% dos casos de esterilidade feminina, poderá beneficiar-se com a reconstruçao do óvulo. Sua infertilidade, fracassos repetidos da implantaçao do embriao, pode estar ligada ao citoplasma e nao ao esperma'', acrescentou o especialista.

Até agora nao se tentou proceder à fecundaçao de alguns óvulos reconstruídos em funçao da proibiçao de fabricar embrioes para a pesquisa (na França e na Espanha) e de uma regulamentaçao rigorosa (na Itália), assinalaram os cientistas. No entanto, um deles, Zsolt Nagy, está testando uma fecundaçao desse tipo em Sao Paulo (Brasil), assinalou o dr. Tesarik.

Esta prática poderá ser autorizada na Gra-Bretanha sob a condiçao de se respeitar certas regras, segundo o organismo britânico Human Fertilisation and Embryology Authority.

As técnicas de fusao celular, empregadas especialmente na clonagem animal, implicam a eletrofusao, que ativa os óvulos humanos antes da fecundaçao. ``Esta ativaçao produz embrioes que nao se desenvolvem bem'', explicou Tesarik.

Os pesquisadores estao estudando métodos alternativos de fusao, um químico e outro mecânico.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;