Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Disputa é acirrada em São Bernardo


Luciana Sereno
Do Diário do Grande ABC

09/02/2005 | 13:26


Mocidade Alegre de São Leopoldo, União das Vilas e Camisa Vermelha e Branca devem repetir a disputa pelo título do Carnaval de São Bernardo como no ano passado. As três escolas desfilaram na madrugada de terça-feira pelo Grupo I e apostaram nas fantasias coloridas e refrões chiclete, repetitivos e fáceis de decorar. O resultado foi positivo. As três saíram ovacionadas pelo público de 30 mil pessoas que lotou as arquibancadas do segundo e último dia de desfiles da avenida Aldino Pinotti.

Para brigar pelo bicampeonato, a São Leopoldo escolheu a Serra do Mar como tema do samba-enredo. No refrão, os integrantes da escola aumentavam o tom da voz para afirmar: “Amor, cheguei pra ficar” como se em referência ao título.

A Camisa Vermelha e Branca foi a última a pisar na avenida. Uma queima de fogos vermelho e branco anunciou a entrada da vice-campeã do ano passado. A comissão de frente era composta por 12 homens e uma mulher, que apresentaram o samba no pé coreografado como se os cavaleiros fossem um cenário para a apresentação da passista. Esse foi o ponto alto dos desfiles da Camisa e da concorrente, a União das Vilas.

A Camisa, porém, teve de correr a partir do meio da Aldino Pinotti para deixar a avenida dentro do tempo de desfile estipulado pela organização, de 50 minutos. A pressa acabou deixando alguns buracos que podem prejudicar a pontuação no quesito harmonia.

A União das Vilas elegeu os orixás como enredo deste ano. O samba fácil fez o público cantar. Mais do que no ano passado, a escola investiu nas fantasias e nos carros alegóricos.

No segundo dia de desfile na avenida Aldino Pinotti, também percorreram a passarela do samba Gaviões do Morro, Estação Primeira de Baeta Neves, Acadêmicos do Taí e Terceira Idade Brilha São Bernardo.

A primeira a entrar foi a Gaviões do Morro. Com uma bateria forte, a agremiação conseguiu empolgar as arquibancadas lotadas mesmo antes de o sol se pôr. A animação foi sustentada pelo desfile da Estação Primeira de Baeta Neves. Os integrantes entraram na avenida com disposição para levar o título do ano. Durante o percurso, o samba se manteve na ponta da língua e a vibração evidenciou a garra da escola.

A presença do Rei Momo de São Caetano em um dos carros alegóricos da escola mostrou ainda, que no assunto Carnaval, as cidades do Grande ABC tem tudo para planejar a unificação dos desfiles.

A Acadêmicos do Taí foi a primeira escola da noite a conseguir que os foliões repetissem seu refrão das arquibancadas na passagem da forte e sincronizada bateria e da ala das baianas. A Terceira Idade Brilha São Bernardo mais uma vez apostou no azul para confeccionar as fantasias e inovou ao soltar fumaça do carro abre-alas e abusou da formação de casais na composição das alas. Destaque para as 10 integrantes vestidas com roupas antigas que lembraram aos foliões Scarlet O‘Hara, em E o vento levou.

As sete escolas que se apresentam no grupo principal do Carnaval de São Bernardo agora estão em contagem regressiva. A ansiedade só deve acabar nesta quinta-feira à tarde, às 14h, quando ocorre a apuração do Carnaval da cidade, no ginásio poliesportivo.

Neste ano, campeã e vice-campeã de cada grupo (pleiteantes, Grupo II e Grupo I) sobem, e apenas a última classificada de cada categoria é rebaixada. Em 2006 a cidade apresentará cinco escolas pleiteantes, seis no Grupo II e oito no Grupo de Elite. No desfile desta segunda-feira, nenhuma das sete agremiações chegou a perder pontos previamente anunciados na avenida.

Em caso de empate, o total de pontos conquistados separadamente em cada quesito avaliado pelos jurados anunciará o desempate. Em São Bernardo, a ordem de quesitos para avaliação em caso de empate é bateria, harmonia, evolução, letra do samba, enredo, comissão de frente, alegoria, fantasia, melodia e mestre-sala e porta-bandeira.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Disputa é acirrada em São Bernardo

Luciana Sereno
Do Diário do Grande ABC

09/02/2005 | 13:26


Mocidade Alegre de São Leopoldo, União das Vilas e Camisa Vermelha e Branca devem repetir a disputa pelo título do Carnaval de São Bernardo como no ano passado. As três escolas desfilaram na madrugada de terça-feira pelo Grupo I e apostaram nas fantasias coloridas e refrões chiclete, repetitivos e fáceis de decorar. O resultado foi positivo. As três saíram ovacionadas pelo público de 30 mil pessoas que lotou as arquibancadas do segundo e último dia de desfiles da avenida Aldino Pinotti.

Para brigar pelo bicampeonato, a São Leopoldo escolheu a Serra do Mar como tema do samba-enredo. No refrão, os integrantes da escola aumentavam o tom da voz para afirmar: “Amor, cheguei pra ficar” como se em referência ao título.

A Camisa Vermelha e Branca foi a última a pisar na avenida. Uma queima de fogos vermelho e branco anunciou a entrada da vice-campeã do ano passado. A comissão de frente era composta por 12 homens e uma mulher, que apresentaram o samba no pé coreografado como se os cavaleiros fossem um cenário para a apresentação da passista. Esse foi o ponto alto dos desfiles da Camisa e da concorrente, a União das Vilas.

A Camisa, porém, teve de correr a partir do meio da Aldino Pinotti para deixar a avenida dentro do tempo de desfile estipulado pela organização, de 50 minutos. A pressa acabou deixando alguns buracos que podem prejudicar a pontuação no quesito harmonia.

A União das Vilas elegeu os orixás como enredo deste ano. O samba fácil fez o público cantar. Mais do que no ano passado, a escola investiu nas fantasias e nos carros alegóricos.

No segundo dia de desfile na avenida Aldino Pinotti, também percorreram a passarela do samba Gaviões do Morro, Estação Primeira de Baeta Neves, Acadêmicos do Taí e Terceira Idade Brilha São Bernardo.

A primeira a entrar foi a Gaviões do Morro. Com uma bateria forte, a agremiação conseguiu empolgar as arquibancadas lotadas mesmo antes de o sol se pôr. A animação foi sustentada pelo desfile da Estação Primeira de Baeta Neves. Os integrantes entraram na avenida com disposição para levar o título do ano. Durante o percurso, o samba se manteve na ponta da língua e a vibração evidenciou a garra da escola.

A presença do Rei Momo de São Caetano em um dos carros alegóricos da escola mostrou ainda, que no assunto Carnaval, as cidades do Grande ABC tem tudo para planejar a unificação dos desfiles.

A Acadêmicos do Taí foi a primeira escola da noite a conseguir que os foliões repetissem seu refrão das arquibancadas na passagem da forte e sincronizada bateria e da ala das baianas. A Terceira Idade Brilha São Bernardo mais uma vez apostou no azul para confeccionar as fantasias e inovou ao soltar fumaça do carro abre-alas e abusou da formação de casais na composição das alas. Destaque para as 10 integrantes vestidas com roupas antigas que lembraram aos foliões Scarlet O‘Hara, em E o vento levou.

As sete escolas que se apresentam no grupo principal do Carnaval de São Bernardo agora estão em contagem regressiva. A ansiedade só deve acabar nesta quinta-feira à tarde, às 14h, quando ocorre a apuração do Carnaval da cidade, no ginásio poliesportivo.

Neste ano, campeã e vice-campeã de cada grupo (pleiteantes, Grupo II e Grupo I) sobem, e apenas a última classificada de cada categoria é rebaixada. Em 2006 a cidade apresentará cinco escolas pleiteantes, seis no Grupo II e oito no Grupo de Elite. No desfile desta segunda-feira, nenhuma das sete agremiações chegou a perder pontos previamente anunciados na avenida.

Em caso de empate, o total de pontos conquistados separadamente em cada quesito avaliado pelos jurados anunciará o desempate. Em São Bernardo, a ordem de quesitos para avaliação em caso de empate é bateria, harmonia, evolução, letra do samba, enredo, comissão de frente, alegoria, fantasia, melodia e mestre-sala e porta-bandeira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;