Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Autor de ‘Chiquita Bacana’, Braguinha morre aos 99


Gislaine Gutierre
Do Diário do Grande ABC

24/12/2006 | 14:37


Morreu no fim da manhã de domingo, véspera de Natal, o cantor e compositor Carlos Alberto Ferreira Braga, o Braguinha, aos 99 anos. Ele passou mal no sábado à noite e foi levado para o hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Rio, onde deu entrada com a taxa de glicose alta.

Braguinha era casado com Astréia, de 93 anos. Tinha uma filha, Maria Cecília, três netos e seis bisnetos. O compositor nasceu no dia 29 de março de 1907. Aos 16 anos, compôs sua primeira música e se tornou autor de sucessos como Carinhoso, em parceria com Pixinguinha, e Copacabana. Como não tinha base teórica em música, compunha assobiando melodias.

Ele também escreveu, adaptou e musicou diversas histórias infantis como Os Três Porquinhos, Festa no Céu e Chapeuzinho Vermelho – parte dessa produção integrou a famosa série Disquinho, de compactos de vinil.

Fez parte da chamada Década de Ouro do carnaval brasileiro nos anos 1930 e 1940 e, como João de Barro, compôs quatro marchas que se tornaram clássicos da música popular brasileira: Chiquita Bacana, As Pastorinhas, Touradas em Madri e Yes, Nós Temos Banana. (Com AE)


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Autor de ‘Chiquita Bacana’, Braguinha morre aos 99

Gislaine Gutierre
Do Diário do Grande ABC

24/12/2006 | 14:37


Morreu no fim da manhã de domingo, véspera de Natal, o cantor e compositor Carlos Alberto Ferreira Braga, o Braguinha, aos 99 anos. Ele passou mal no sábado à noite e foi levado para o hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Rio, onde deu entrada com a taxa de glicose alta.

Braguinha era casado com Astréia, de 93 anos. Tinha uma filha, Maria Cecília, três netos e seis bisnetos. O compositor nasceu no dia 29 de março de 1907. Aos 16 anos, compôs sua primeira música e se tornou autor de sucessos como Carinhoso, em parceria com Pixinguinha, e Copacabana. Como não tinha base teórica em música, compunha assobiando melodias.

Ele também escreveu, adaptou e musicou diversas histórias infantis como Os Três Porquinhos, Festa no Céu e Chapeuzinho Vermelho – parte dessa produção integrou a famosa série Disquinho, de compactos de vinil.

Fez parte da chamada Década de Ouro do carnaval brasileiro nos anos 1930 e 1940 e, como João de Barro, compôs quatro marchas que se tornaram clássicos da música popular brasileira: Chiquita Bacana, As Pastorinhas, Touradas em Madri e Yes, Nós Temos Banana. (Com AE)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;