Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Valorização de imóveis na China perde força em março



01/04/2014 | 00:27


O mercado imobiliário da China se manteve em desaceleração em março. A provedora de dados do setor China Real Estate Index System revelou que o preço médio de imóveis cresceu 10,04% em março na comparação com um ano antes, desacelerando sobre a alta de 10,79% em fevereiro e de 11,1% em janeiro.

Potenciais compradores de imóveis estão preferindo permanecer às margens do setor enquanto as construtoras introduzem cortes de preços, informaram corretores. Analistas projetaram que a moderação nos preços continuará nos próximos meses porque muitas construtoras estão preocupadas com as vendas em um momento de excesso de oferta em alguns mercados.

A pesquisa mostrou que 37 cidades registraram queda nos preços, comparável a 36 em fevereiro. Os preços nas outras 63 cidades analisadas pela pesquisa avançaram.

Os dados de março são mais confiáveis que os de janeiro e fevereiro, uma vez que o início do ano é um período mais fraco por causa das comemorações do Ano Novo Lunar. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Valorização de imóveis na China perde força em março


01/04/2014 | 00:27


O mercado imobiliário da China se manteve em desaceleração em março. A provedora de dados do setor China Real Estate Index System revelou que o preço médio de imóveis cresceu 10,04% em março na comparação com um ano antes, desacelerando sobre a alta de 10,79% em fevereiro e de 11,1% em janeiro.

Potenciais compradores de imóveis estão preferindo permanecer às margens do setor enquanto as construtoras introduzem cortes de preços, informaram corretores. Analistas projetaram que a moderação nos preços continuará nos próximos meses porque muitas construtoras estão preocupadas com as vendas em um momento de excesso de oferta em alguns mercados.

A pesquisa mostrou que 37 cidades registraram queda nos preços, comparável a 36 em fevereiro. Os preços nas outras 63 cidades analisadas pela pesquisa avançaram.

Os dados de março são mais confiáveis que os de janeiro e fevereiro, uma vez que o início do ano é um período mais fraco por causa das comemorações do Ano Novo Lunar. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;