Fechar
Publicidade

Sábado, 12 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Clássico decepciona
e termina sem gols


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

22/09/2011 | 00:07


Pela situação na tabela, por se tratar de clássico, pelos personagens de ambos os lados... Estes são apenas alguns dos motivos pelos quais se criava expectativa de grande jogona noite desta quarta-feira, no Morumbi, para São Paulo e Corinthians. Mas, após 90 minutos e mais os acréscimos de pouca criatividade, muitos passes errados e nenhum gol, melhor para o Tricolor.

O resultado levou o time do Morumbi à liderança provisória do Brasileirão, com 45 pontos, mesmo número do Vasco (que hoje enfrenta o Atlético-GO), mas com um gol a mais no saldo, enquanto o Timão alcançou 44, em terceiro - e há dez jogos sem vencer.

O São Paulo levou o mistério sobre a escalação de Luis Fabiano até o vestiário. Relacionado, foi com o time ao Morumbi, mas acabou cortado. Adilson Batista optou pelo 4-4-2 clássico, com Cícero como responsável por servir Lucas e Dagoberto. Porém, ele teve muita dificuldade de desempenhar tal papel e o Tricolor abusava dos chuveirinhos.

Já o Corinthians foi a campo com Leandro Castán improvisado pelo lado esquerdo, pelo menos até o momento que se machucou e entrou Fábio Santos. Com Emerson, Willian e Liedson no ataque, Alex também tinha dificuldades para armar. Assim, as ligações diretas entre defesa e ataque minavam as ações corintianas.

Tanto que no primeiro tempo as duas melhores (e únicas) chances foram tricolores. Aos 43, em falta cobrada por Dagoberto, Casemiro cabeceou na trave. Dois minutos depois, após belo lance de Wellington a bola foi rolada, Piris driblou e bateu em cima da zaga.

Na segunda etapa Tite mexeu no time. Tirou Liedson, mas manteve Emerson, o melhor do time. Na primeira chance que teve, sozinho, cabeceou por sobre o gol. Aos 36, em chute cruzado, obrigou Rogério Ceni a defesa no cantinho.

A resposta são-paulina veio com Wellington, em chute de primeira que bateu na rede pelo lado de fora. Mas a última chance, aos 44, foi do Timão. Após falha de Rodrigo Caio, Emerson avançou, serviu Willian que demorou muito e permitiu recuperação da zaga. Desta forma o zero imperou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;