Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ciclo gratuito de cinema continua neste domingo


Cássio Gomes Neves
Do Diário do Grande ABC

17/05/2003 | 16:47


São três as sessões gratuitas deste domingo da mostra Cinema e Literatura, no Centro Cultural São Paulo. Três filmes nem tão distintos baseados em três livros bastante distintos. O primeiro é Policarpo Quaresma – O Herói do Brasil (1998), às 16h. É a adaptação fílmica de Paulo Thiago para O Triste Fim de Policarpo Quaresma, livro de Lima Barreto publicado em 1915 que antecipa o modernismo no país. O filme nada prenuncia e pouco se esforça em transfigurar para a linguagem do movimento a obstinação de Policarpo (Paulo José), que a todo custo quer ver o tupi-guarani como língua oficial do Brasil.

Uma falha similar acomete a versão fílmica de Memórias Póstumas de Brás Cubas, abreviada para Memórias Póstumas (1999) segundo conceito do diretor André Klotzel. Cubas é interpretado por Reginaldo Farias quando cadáver e por Petrônio Gontijo quando jovem. A ironia da morte consciente e estado analítico da vida perde o sentido na abordagem confusa que o diretor de Marvada Carne comete. Memórias Póstumas está agendado para as 18h.

E são memórias, antes dolorosas do que póstumas, o que Austregésilo Carrano oferece em seu livro O Canto dos Malditos, base para Bicho de Sete Cabeças (2000), o filme curto e grosso de Laís Bodanzky que passa às 20h. Carrano, internado arbitrariamente em manicômio por usar maconha, denuncia a rede formada por essas instituições no país. Boa parte delas sequer ouviu falar em Nise da Silveira ao executar os tratamentos. No filme, Carrano é rebatizado como Neto. Mudam os nomes, permanece a ofensiva ao sistema manicomial e à prática medieva de “cura” por meio de eletrochoques. Livro e filme, exercícios de conscientização.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ciclo gratuito de cinema continua neste domingo

Cássio Gomes Neves
Do Diário do Grande ABC

17/05/2003 | 16:47


São três as sessões gratuitas deste domingo da mostra Cinema e Literatura, no Centro Cultural São Paulo. Três filmes nem tão distintos baseados em três livros bastante distintos. O primeiro é Policarpo Quaresma – O Herói do Brasil (1998), às 16h. É a adaptação fílmica de Paulo Thiago para O Triste Fim de Policarpo Quaresma, livro de Lima Barreto publicado em 1915 que antecipa o modernismo no país. O filme nada prenuncia e pouco se esforça em transfigurar para a linguagem do movimento a obstinação de Policarpo (Paulo José), que a todo custo quer ver o tupi-guarani como língua oficial do Brasil.

Uma falha similar acomete a versão fílmica de Memórias Póstumas de Brás Cubas, abreviada para Memórias Póstumas (1999) segundo conceito do diretor André Klotzel. Cubas é interpretado por Reginaldo Farias quando cadáver e por Petrônio Gontijo quando jovem. A ironia da morte consciente e estado analítico da vida perde o sentido na abordagem confusa que o diretor de Marvada Carne comete. Memórias Póstumas está agendado para as 18h.

E são memórias, antes dolorosas do que póstumas, o que Austregésilo Carrano oferece em seu livro O Canto dos Malditos, base para Bicho de Sete Cabeças (2000), o filme curto e grosso de Laís Bodanzky que passa às 20h. Carrano, internado arbitrariamente em manicômio por usar maconha, denuncia a rede formada por essas instituições no país. Boa parte delas sequer ouviu falar em Nise da Silveira ao executar os tratamentos. No filme, Carrano é rebatizado como Neto. Mudam os nomes, permanece a ofensiva ao sistema manicomial e à prática medieva de “cura” por meio de eletrochoques. Livro e filme, exercícios de conscientização.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;