Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Segue estável saúde de estudante baleada no RJ


Do Diário OnLine

14/05/2003 | 11:21


Permanece estável o quadro de saúde da estudante de enfermagem Luciana Novaes, 19 anos, baleada na Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro. Segundo boletim médico divulgado na manhã de quarta-feira pelo Hospital Pró-Cardíaco, a aluna teve uma noite tranqüila e se comunicou com a irmã movimentando os olhos.

Nesta semana, serão realizados exames físicos e neurológicos que poderão informar se a jovem vai recuperar seus movimentos. A equipe médica ainda não sabe se a estudante vai ficar tetraplégica, já que a bala atingiu sua mandíbula e se alojou na coluna cervical.

A estudante foi submetida a uma cirurgia na terça-feira para a reconstituição da mandíbula. Foram colocadas duas placas de titânio para segurar os ossos que se romperam com a bala. No dia 8, os médicos conseguiram retirar a bala na estudante e estabilizar a sua coluna.

Luciana foi baleada no rosto no último dia 5 de maio dentro do campus da instituição. Duas possibilidades estão sendo analisadas pela polícia fluminense. A primeira é a de que o tiro teria partido do Morro do Turano. Já a segunda, e mais provável, é que o disparo tenha ocorrido de dentro da própria universidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Segue estável saúde de estudante baleada no RJ

Do Diário OnLine

14/05/2003 | 11:21


Permanece estável o quadro de saúde da estudante de enfermagem Luciana Novaes, 19 anos, baleada na Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro. Segundo boletim médico divulgado na manhã de quarta-feira pelo Hospital Pró-Cardíaco, a aluna teve uma noite tranqüila e se comunicou com a irmã movimentando os olhos.

Nesta semana, serão realizados exames físicos e neurológicos que poderão informar se a jovem vai recuperar seus movimentos. A equipe médica ainda não sabe se a estudante vai ficar tetraplégica, já que a bala atingiu sua mandíbula e se alojou na coluna cervical.

A estudante foi submetida a uma cirurgia na terça-feira para a reconstituição da mandíbula. Foram colocadas duas placas de titânio para segurar os ossos que se romperam com a bala. No dia 8, os médicos conseguiram retirar a bala na estudante e estabilizar a sua coluna.

Luciana foi baleada no rosto no último dia 5 de maio dentro do campus da instituição. Duas possibilidades estão sendo analisadas pela polícia fluminense. A primeira é a de que o tiro teria partido do Morro do Turano. Já a segunda, e mais provável, é que o disparo tenha ocorrido de dentro da própria universidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;