Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano se disponibiliza como sede para mata-mata do Paulistão

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Mauro Silva, vice-presidente da FPF, acerta detalhes em visita ao prefeito José Auricchio Júnior


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

17/07/2020 | 12:55


O Estádio Anacleto Campanella pode servir aos clubes que não puderem mandar seus jogos em casa no mata-mata do Campeonato Paulista da Série A-1. No fim da manhã desta sexta-feira, o vice-presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol), Mauro Silva, visitou o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) para acertar os detalhes. A Prefeitura disponibilizará o espaço, enquanto a entidade futebolística estadual vai arcar com as despesas da realização do evento - que deverá ser com portões fechados. A situação valerá também para duelos do Troféu do Interior e do restante da Série A-2.

Por determinação do Estado, apenas cidades que estão na Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo de flexibilização podem receber jogos. Este é o caso do Grande ABC, mas municípios como Ribeirão Preto, Araraquara, Itu, Mirassol e Campinas não podem sediar partidas. Consequentemente, as equipes destes locais têm de mandar seus compromissos em outros, já flexibilizados.

"Estamos vivendo momento delicado, desafio é muito grande neste retorno do Campeonato Paulista. Os jogos têm de ser realizados em cidades da fase amarela. Se observarem, a tabela das duas últimas rodadas os jogos foram concentrados. Foi desafiador, mas possível graças ao apoio das prefeituras, como a de São Caetano, para a gente poder concluir a competição da melhor forma possível, preservando a vida das pessoas. Retornamos agora com protocolos rígidos e vim aqui agradecer este apoio", destacou Mauro Silva, que não precisou quais jogos poderão vir a São Caetano. "Os clubes que indicam onde querem jogar. Temos alguns estádios (disponíveis) para organizar a dinâmica."

"É importante somar esforços, respeitando protocolos e medidas de precaução. Temos estádio cinquentenário que é bem cuidado, com estrutura relativamente boa. (Essa parceria) Não tem custo para nós, a manutenção é feita pela Federação Paulista. Então é cessão do espaço não oneroso à FPF", explicou o prefeito são-caetanense.

Nas duas rodadas faltantes da primeira fase da Série A-1, São Bernardo receberá dois jogos no 1° de Maio: quinta-feira, entre Botafogo x Guarani, e domingo, entre Mirassol x Ponte Preta. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano se disponibiliza como sede para mata-mata do Paulistão

Mauro Silva, vice-presidente da FPF, acerta detalhes em visita ao prefeito José Auricchio Júnior

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

17/07/2020 | 12:55


O Estádio Anacleto Campanella pode servir aos clubes que não puderem mandar seus jogos em casa no mata-mata do Campeonato Paulista da Série A-1. No fim da manhã desta sexta-feira, o vice-presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol), Mauro Silva, visitou o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) para acertar os detalhes. A Prefeitura disponibilizará o espaço, enquanto a entidade futebolística estadual vai arcar com as despesas da realização do evento - que deverá ser com portões fechados. A situação valerá também para duelos do Troféu do Interior e do restante da Série A-2.

Por determinação do Estado, apenas cidades que estão na Fase 3 (amarela) do Plano São Paulo de flexibilização podem receber jogos. Este é o caso do Grande ABC, mas municípios como Ribeirão Preto, Araraquara, Itu, Mirassol e Campinas não podem sediar partidas. Consequentemente, as equipes destes locais têm de mandar seus compromissos em outros, já flexibilizados.

"Estamos vivendo momento delicado, desafio é muito grande neste retorno do Campeonato Paulista. Os jogos têm de ser realizados em cidades da fase amarela. Se observarem, a tabela das duas últimas rodadas os jogos foram concentrados. Foi desafiador, mas possível graças ao apoio das prefeituras, como a de São Caetano, para a gente poder concluir a competição da melhor forma possível, preservando a vida das pessoas. Retornamos agora com protocolos rígidos e vim aqui agradecer este apoio", destacou Mauro Silva, que não precisou quais jogos poderão vir a São Caetano. "Os clubes que indicam onde querem jogar. Temos alguns estádios (disponíveis) para organizar a dinâmica."

"É importante somar esforços, respeitando protocolos e medidas de precaução. Temos estádio cinquentenário que é bem cuidado, com estrutura relativamente boa. (Essa parceria) Não tem custo para nós, a manutenção é feita pela Federação Paulista. Então é cessão do espaço não oneroso à FPF", explicou o prefeito são-caetanense.

Nas duas rodadas faltantes da primeira fase da Série A-1, São Bernardo receberá dois jogos no 1° de Maio: quinta-feira, entre Botafogo x Guarani, e domingo, entre Mirassol x Ponte Preta. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;