Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Comissão da Câmara vota aumento na jornada escolar


Das Agências

18/12/2007 | 07:25


A Comissão de Educação e Cultura da Câmara pode votar nesta quarta-feira projeto de lei do Senado que institui jornada de tempo integral no ensino fundamental, com carga horária de oito horas/aula por dia. De acordo com a proposta, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, as escolas terão de implementar a nova jornada no prazo máximo de cinco anos.

A jornada escolar no ensino fundamental terá no mínimo oito horas de permanência na escola e cinco em sala de aula. O projeto inclui também o tempo reservado a refeições, atividades de acompanhamento pedagógico, oficinas culturais, recreativas e esportivas, a critério das escolas. O relator, deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES), recomendou a aprovação da matéria.

Magistério - Também poderá ser votado nesta quarta-feira o projeto de lei do deputado Gastão Vieira (PMDB-MA), que institui o exame nacional de certificação como pré-requisito para o exercício do magistério na educação básica.

De acordo com o texto, esse exame deverá ser aplicado pela União, pelo menos uma vez ao ano, diretamente ou por meio de instituições consideradas de elevada especialização.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comissão da Câmara vota aumento na jornada escolar

Das Agências

18/12/2007 | 07:25


A Comissão de Educação e Cultura da Câmara pode votar nesta quarta-feira projeto de lei do Senado que institui jornada de tempo integral no ensino fundamental, com carga horária de oito horas/aula por dia. De acordo com a proposta, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, as escolas terão de implementar a nova jornada no prazo máximo de cinco anos.

A jornada escolar no ensino fundamental terá no mínimo oito horas de permanência na escola e cinco em sala de aula. O projeto inclui também o tempo reservado a refeições, atividades de acompanhamento pedagógico, oficinas culturais, recreativas e esportivas, a critério das escolas. O relator, deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES), recomendou a aprovação da matéria.

Magistério - Também poderá ser votado nesta quarta-feira o projeto de lei do deputado Gastão Vieira (PMDB-MA), que institui o exame nacional de certificação como pré-requisito para o exercício do magistério na educação básica.

De acordo com o texto, esse exame deverá ser aplicado pela União, pelo menos uma vez ao ano, diretamente ou por meio de instituições consideradas de elevada especialização.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;