Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Desde o início

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

11/12/2010 | 07:00


Ex-Novos Baianos, o cantor e violonista Moraes Moreira faz, em Diadema, apanhado dos 41 anos dedicados à música nacional. O show ocupará amanhã a Praça da Moça, a partir das 20h.

"Primeiro, cantarei sucessos dos Novos Baianos", adianta o intérprete. Entre as composições garantidas dessa fase, estão ''Preta Pretinha'' (a preferida do público) e ''Brasil Pandeiro''.

Sobre a memória que guarda do conjunto, auge na década de 1970, Moraes confidencia: "Foi um tempo bom. Moramos juntos, tocamos juntos, dividimos alegrias e tristezas. Fizemos trabalho que marcou a juventude e continua vivo em outras gerações".

O compositor sente o público jovem ainda mais próximo desde que participou do programa ''Pânico na TV'', da Rede TV, e foi entrevistado por Marilia Gabi Herpes.
"Outro dia, em um jogo de futebol, todo mundo: ''Eu ia lhe chamar''", reproduz. E emenda: "Os jovens estão sempre brincando comigo. A popularidade da música, que já era grande, ficou ainda maior", analisa o cantor.

Outro momento do show será dedicado a sucessos do músico baiano, casos das composições ''Sintonia'', ''Festa do Interior'' e ''Pombo Correio''. As atenções ainda serão divididas com Davi Moraes. O filho do veterano deve mostrar talento na guitarra e no bandolim, além de colocar o público feminino em euforia com suas poucas palavras.

Sobre o momento de pai e filho no palco, mantém surpresa. "Só adianto que faremos um show familiar para todos". Desde pequeno, Davi já participava de apresentações do pai. Amanhã retoma o desafio, com seus mais de 30 anos. "É um orgulho saber que eu posso tocar com ele", declara o cantor que soma 40 discos lançados.

Para animar o público de vez, ainda reserva espaço para algumas faixas carnavalescas: ''Bloco do Prazer'', ''Chão de Praça'' e ''Chame Gente''. Moraes também se destacou como cantor de trio elétrico no Carnaval de Salvador, junto ao chamado Trio de Dodô e Osmar.

Inclusive, lançará em breve o título ''Sonhos Elétricos'', que narra a experiência. "No livro, conto histórias, participações no Carnaval baiano que em 2010 comemorou os 60 anos da invenção do trio elétrico", recorda.

Questionado sobre o que ainda o motiva a fazer música depois de tantos anos de carreira, declara sem titubear: "Não me vejo sem a música. É vital. Tenho muito prazer em viajar, encontrar o público, compor". E completa: "A ideia é não me aposentar nunca".

Em Diadema, Moraes Moreia ainda será acompanhado pela sua banda, que fica completa com Augusto Albuquerque (contrabaixo) e Renato Brasa (bateria).

E tem mais: o compositor promete declamar alguns cordéis. Todos compõem o livro ''A História dos Novos Baianos e Outros Versos'', lançando no ano passado. "As pessoas costumam se encantar. Por momento, ficam em silêncio. Depois, também aplaudem. É, sou cordelista".

Moraes Moreira - Música. Na Praça da Moça - Avenida Alda com a Rua Graciosa, Diadema. Amanhã, às 20h. Entrada franca.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;