Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Monarquias do Golfo aprovam pacto antiterrorista


Da AFP

22/12/2003 | 11:06


Autoridades de seis monarquias do Golfo aprovaram nesta segunda-feira, ao fim de uma reunião de cúpula no Kuwait, um pacto que coordenará suas ações de combate ao terrorismo, afirma a declaração final do encontro.

Os ministros do Interior do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG - Arábia Saudita, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Qatar, Bahrein e Omã) aprovaram um documento que prevê, principalmente, um sistema de coordenação para enfrentar o terrorismo.

A declaração destaca o grande interesse em "reforçar a cooperação em matéria de segurança" e também por "coordenar a ação de combate ao terrorismo". Por esses motivos, a reunião de cúpula aprovou um "pacto" para lutar contra o flagelo. A declaração foi lida pelo secretário-geral do CCG, Abdelrahman al-Attiya.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Monarquias do Golfo aprovam pacto antiterrorista

Da AFP

22/12/2003 | 11:06


Autoridades de seis monarquias do Golfo aprovaram nesta segunda-feira, ao fim de uma reunião de cúpula no Kuwait, um pacto que coordenará suas ações de combate ao terrorismo, afirma a declaração final do encontro.

Os ministros do Interior do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG - Arábia Saudita, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Qatar, Bahrein e Omã) aprovaram um documento que prevê, principalmente, um sistema de coordenação para enfrentar o terrorismo.

A declaração destaca o grande interesse em "reforçar a cooperação em matéria de segurança" e também por "coordenar a ação de combate ao terrorismo". Por esses motivos, a reunião de cúpula aprovou um "pacto" para lutar contra o flagelo. A declaração foi lida pelo secretário-geral do CCG, Abdelrahman al-Attiya.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;