Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sabesp conserta vazamento de água no Pq.Havaí e Jd.Telma


Angela Martins
Especial para o Diário

06/05/2006 | 08:24


Dois casos apresentados pela reportagem do Diário acerca de problemas com a Sabesp foram resolvidos rapidamente pela autarquia estadual. Depois de quase cinco meses convivendo com um vazamento na rede de água da Sabesp, os moradores da rua Rio Azul, no Parque Havaí, em São Bernardo podem dormir sossegados. No último dia 3 de maio, a reportagem esteve no local e constatou que o vazamento estava prejudicando a base de um muro de arrimo, que fica no fim da rua.

Cansados de esperar uma solução, os moradores já contabilizavam prejuízos de mais de R$ 200 por conta de obras nas casas e temiam que algumas residências tivessem os alicerces afetados. Apesar de técnicos da Sabesp já terem visitado o local diversas vezes, uma solução nunca havia sido consolidada.

A autarquia estadual afirmou que no mesmo dia em que a reportagem esteve na rua em questão, o vazamento foi consertado. Uma equipe aterrou a vala e recolocou a capa asfáltica. “O problema foi resolvido no mesmo dia. Estamos muito satisfeitos”, atestou o morador do bairro, Raimundo Barbosa de Souza, 54 anos, autônomo.

Alívio –O autônomo Sebastião Batista Damião, 43 anos, morador do Jardim Telma, em São Bernardo, também teve seu problema resolvido rapidamente. Ele e a família reclamaram durante sobre um vazamento na rede de água da Sabesp, que invadia o quintal de casa. No dia 13 de abril, o Diário esteve na casa de Damião e comprovou que o vazamento trazia transtornos constantes para os moradores.

“A água vazava da rede e passava por baixo da minha casa. Era perigoso as estruturas ruírem”, diz Damião. No mesmo dia em que recebeu nossa reportagem, os técnicos da Sabesp estiveram no local e realizaram testes com objetivo de identificar a origem do vazamento. “Agora não corre mais água pelo quintal”, conclui o autônomo. (Supervisão de Illenia Negrin)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sabesp conserta vazamento de água no Pq.Havaí e Jd.Telma

Angela Martins
Especial para o Diário

06/05/2006 | 08:24


Dois casos apresentados pela reportagem do Diário acerca de problemas com a Sabesp foram resolvidos rapidamente pela autarquia estadual. Depois de quase cinco meses convivendo com um vazamento na rede de água da Sabesp, os moradores da rua Rio Azul, no Parque Havaí, em São Bernardo podem dormir sossegados. No último dia 3 de maio, a reportagem esteve no local e constatou que o vazamento estava prejudicando a base de um muro de arrimo, que fica no fim da rua.

Cansados de esperar uma solução, os moradores já contabilizavam prejuízos de mais de R$ 200 por conta de obras nas casas e temiam que algumas residências tivessem os alicerces afetados. Apesar de técnicos da Sabesp já terem visitado o local diversas vezes, uma solução nunca havia sido consolidada.

A autarquia estadual afirmou que no mesmo dia em que a reportagem esteve na rua em questão, o vazamento foi consertado. Uma equipe aterrou a vala e recolocou a capa asfáltica. “O problema foi resolvido no mesmo dia. Estamos muito satisfeitos”, atestou o morador do bairro, Raimundo Barbosa de Souza, 54 anos, autônomo.

Alívio –O autônomo Sebastião Batista Damião, 43 anos, morador do Jardim Telma, em São Bernardo, também teve seu problema resolvido rapidamente. Ele e a família reclamaram durante sobre um vazamento na rede de água da Sabesp, que invadia o quintal de casa. No dia 13 de abril, o Diário esteve na casa de Damião e comprovou que o vazamento trazia transtornos constantes para os moradores.

“A água vazava da rede e passava por baixo da minha casa. Era perigoso as estruturas ruírem”, diz Damião. No mesmo dia em que recebeu nossa reportagem, os técnicos da Sabesp estiveram no local e realizaram testes com objetivo de identificar a origem do vazamento. “Agora não corre mais água pelo quintal”, conclui o autônomo. (Supervisão de Illenia Negrin)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;