Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Alckmin descarta 4 novos piscinões


Samir Siviero
Do Diário do Grande ABC

27/02/2004 | 21:30


O governador Geraldo Alckmin descartou nesta sexta a imediata construção de quatro novos piscinões na região. Segundo o governador, o Grande ABC só terá os novos reservatórios se o governo federal liberar verba. Caso contrário, a região terá de esperar a construção de reservatórios em outras regiões, como Osasco, consideradas prioritárias por Alckmin nesse momento. Nesta sexta, o governador esteve em Mauá para vistoriar a obra do piscinão Sônia Maria, na divisa entre Mauá com São Paulo, previsto para ser entregue em maio.

Atualmente, a região tem 12 piscinões, três em construção e sete com projeto executivo concluído e que esperam apenas a liberação de verba para início das obras. Desses sete reservatórios, quatro fazem parte da lista de prioridade para a região e dos piscinões que o governo estadual pediu verba federal para construí-los. Dois ficam em Santo André, um em Mauá e outro em São Bernardo.

O governador afirmou que dos 20 piscinões da Região Metropolitana de São Paulo, o ABC terá 15 com a conclusão dos três em andamento, e dessa forma considera a condição da região boa contra as enchentes. “Pleiteamos ao governo federal verba para mais alguns piscinões, mas atualmente temos outras regiões mais problemáticas como a do ribeirão Vermelho, em Osasco”, disse Alckmin.

A prefeita de Ribeirão Pires e presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, Maria Inês Soares, informou, por meio da assessoria de imprensa, que após a reunião dos prefeitos na próxima segunda-feira, se ficar comprovada a urgência dos quatro reservatórios, será encaminhado um pedido formal ao governo federal para a liberação da verba.

Os três piscinões em construção ficam em São Bernardo e Mauá, ambos com previsão de entrega para maio, e em São Caetano, previsto para terminar em setembro. Os demais reservatórios construídos com verba estadual ficam seis em São Bernardo, três em Mauá, dois em Diadema e um em Santo André.

Flotação – Perto de conseguir a decisão judicial que permitirá o início do bombeamento da água do rio Pinheiros para a represa Billings, após ser tratada por meio do sistema de flotação, o secretário de Energia, Recursos Hídricos e Saneamento, Mauro Arce, disse que há condições para iniciar imediatamente os testes. “Embora não se faça flotação em época de enchentes temos condições técnicas para iniciar imediatamente os testes. Vamos aguardar a decisão judicial e depois avaliar.”

Uma liminar conseguida pelo promotor Geraldo Rangel de França Neto impediu o início dos testes no ano passado. Agora, o governo aguarda o parecer de um terceiro desembargador para conseguir derrubar a liminar e colocar em operação a flotação, o que pode acontecer nas próximas semanas. Outros dois desembargadores já deram parecer favorável ao governo.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;