Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ventania arrasta tobogã e fere crianças


André Vieira
William Novaes

13/10/2009 | 07:03


A chuva e as fortes rajadas de vento que atingiram o Grande ABC no começo da tarde de ontem provocaram acidente com um tobogã inflável ferindo quatro pessoas que participam de evento na UniABC (Universidade do Grande ABC), em Santo André. O temporal durou cerca de 30 minutos e também derrubou árvores e galhos sobre carros e casas. Em São Bernardo, alojamentos que abrigam sem-tetos foram destelhado. Uma criança de 3 anos foi atingida por uma telha.

O acidente no campus da UniABC ocorreu por volta das 13h30. Atingido pela força da água e da ventania, o brinquedo, montado para comemorar o Dia das Crianças, foi arrastado. Três crianças foram arremessadas ao chão. Um homem se feriu no rosto ao ser atingido pelo brinquedo.

As vítimas tiveram ferimentos leves e, após serem atendidas por equipe médica do local, foram levadas para hospitais da região. Uma menina de 7 anos, atendida no Hospital Infantil e Maternidade Márcia Braido, em São Caetano, teve luxação no braço direito.

O organizador do AnimABC, promovido Across Eventos, Thiago de Angele, atribuiu o acidente ao temporal e informou que o brinquedo era operado por funcionário de empresa terceirizada.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a chuva e o vento (de cerca de 48 km/h) derrubaram árvores em quatro cidades. Em Santo André, esses casos ocorreram nas ruas Monções, Adolfo Bastos, Dias da Silva e Ipanema, além da Rua África, no Parque Novo Oratório, onde foram atingidos dois carros e a rede elétrica.

ABRIGO DESTELHADO
Em São Bernardo, além de levar ao chão galhos na ruas Cristiano Angeli e Jacinto Tognato, o vento derrubou placas de publicidade no bairro Rudge Ramos. Já na Vila Industrial, vários alojamentos de sem-tetos foram destelhados. Uma criança de 3 ano foi ferida na cabeça por um pedaço de telha.

Em Diadema, uma árvore caiu no bairro Sapopempa e outro atingiu uma residência no Jardim Ruyce.

Na Rua Nossa Senhora de Fátima, no bairro Santa Paula, em São Caetano, galhos caíram sobre o carro da técnica de laboratório Danielle Oliveira, 21. "Pelo que a Defesa Civil informou, a Prefeitura já previa a retirada desta árvore", lamentou.

Menino despencou de cinco metros

Duas das vítimas que estava no AnimABC foram encaminhadas ao pronto-socorro de Centro Hospitalar Municipal de Santo André. Vinícius Cossovan, 8 anos, estava no alto do escorregador inflável quando a ventania se iniciou, por volta das 13h30. O brinquedo virou e a criança caiu de uma altura de aproximadamente cinco metros.

Ele teve escoriações leves na face e no fim da tarde foi liberado. A mãe, a funcionária pública Luciana Vieira, 30, acompanhava o filho no evento e se assustou com a virada do clima. "A ventania ocorreu de repente. Quando vi o brinquedo rolando terreno abaixo só queria saber onde estava o meu filho. Vi outras crianças machucadas sendo atendidas debaixo de chuva", conta.

O comerciante Sérgio Rebonatti, 40, fotografava o filho Guilherme, 18, durante o acidente. O tobogã atingiu o comerciante no rosto e o prensou contra as grades da universidade. Rebonatti calcula que o brinquedo tenha rolado por 100 metros. "Foi uma fatalidade, mas ocorreu por falta de segurança e negligência da parte de quem cuida dos brinquedos."

Rebonatti passou por bateria de exames e radiografias da face, coluna cervical, nariz, olhos e maxilar. Ele foi liberado no mesmo dia com escoriações pelo corpo, fratura no nariz e o olho esquerdo inchado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ventania arrasta tobogã e fere crianças

André Vieira
William Novaes

13/10/2009 | 07:03


A chuva e as fortes rajadas de vento que atingiram o Grande ABC no começo da tarde de ontem provocaram acidente com um tobogã inflável ferindo quatro pessoas que participam de evento na UniABC (Universidade do Grande ABC), em Santo André. O temporal durou cerca de 30 minutos e também derrubou árvores e galhos sobre carros e casas. Em São Bernardo, alojamentos que abrigam sem-tetos foram destelhado. Uma criança de 3 anos foi atingida por uma telha.

O acidente no campus da UniABC ocorreu por volta das 13h30. Atingido pela força da água e da ventania, o brinquedo, montado para comemorar o Dia das Crianças, foi arrastado. Três crianças foram arremessadas ao chão. Um homem se feriu no rosto ao ser atingido pelo brinquedo.

As vítimas tiveram ferimentos leves e, após serem atendidas por equipe médica do local, foram levadas para hospitais da região. Uma menina de 7 anos, atendida no Hospital Infantil e Maternidade Márcia Braido, em São Caetano, teve luxação no braço direito.

O organizador do AnimABC, promovido Across Eventos, Thiago de Angele, atribuiu o acidente ao temporal e informou que o brinquedo era operado por funcionário de empresa terceirizada.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a chuva e o vento (de cerca de 48 km/h) derrubaram árvores em quatro cidades. Em Santo André, esses casos ocorreram nas ruas Monções, Adolfo Bastos, Dias da Silva e Ipanema, além da Rua África, no Parque Novo Oratório, onde foram atingidos dois carros e a rede elétrica.

ABRIGO DESTELHADO
Em São Bernardo, além de levar ao chão galhos na ruas Cristiano Angeli e Jacinto Tognato, o vento derrubou placas de publicidade no bairro Rudge Ramos. Já na Vila Industrial, vários alojamentos de sem-tetos foram destelhados. Uma criança de 3 ano foi ferida na cabeça por um pedaço de telha.

Em Diadema, uma árvore caiu no bairro Sapopempa e outro atingiu uma residência no Jardim Ruyce.

Na Rua Nossa Senhora de Fátima, no bairro Santa Paula, em São Caetano, galhos caíram sobre o carro da técnica de laboratório Danielle Oliveira, 21. "Pelo que a Defesa Civil informou, a Prefeitura já previa a retirada desta árvore", lamentou.

Menino despencou de cinco metros

Duas das vítimas que estava no AnimABC foram encaminhadas ao pronto-socorro de Centro Hospitalar Municipal de Santo André. Vinícius Cossovan, 8 anos, estava no alto do escorregador inflável quando a ventania se iniciou, por volta das 13h30. O brinquedo virou e a criança caiu de uma altura de aproximadamente cinco metros.

Ele teve escoriações leves na face e no fim da tarde foi liberado. A mãe, a funcionária pública Luciana Vieira, 30, acompanhava o filho no evento e se assustou com a virada do clima. "A ventania ocorreu de repente. Quando vi o brinquedo rolando terreno abaixo só queria saber onde estava o meu filho. Vi outras crianças machucadas sendo atendidas debaixo de chuva", conta.

O comerciante Sérgio Rebonatti, 40, fotografava o filho Guilherme, 18, durante o acidente. O tobogã atingiu o comerciante no rosto e o prensou contra as grades da universidade. Rebonatti calcula que o brinquedo tenha rolado por 100 metros. "Foi uma fatalidade, mas ocorreu por falta de segurança e negligência da parte de quem cuida dos brinquedos."

Rebonatti passou por bateria de exames e radiografias da face, coluna cervical, nariz, olhos e maxilar. Ele foi liberado no mesmo dia com escoriações pelo corpo, fratura no nariz e o olho esquerdo inchado. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;