Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Shinzo Abe visita China e Coréia do Sul em busca de aliados


Da AFP

06/10/2006 | 11:16


O novo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, inicia este fim de semana sua primeira viagem como chefe de Governo e segue para a China e Coréia do Sul com a esperança de melhorar as relações com os vizinhos asiáticos e buscar uma posição comum para a crise nuclear norte-coreana.

Abe, que assumiu o poder em 26 de setembro, se reunirá no domingo com o presidente chinês Hu Jintao e com o premiê Wen Jiabao antes de visitar a Coréia do Sul na segunda-feira.

As autoridades chinesas se negavam a convidar seu antecessor, Junichiro Koizumi, sobretudo por suas visitas ao santuário de Yasukuni, que é considerado um símbolo das agressões bélicas do Japão.

O primeiro chefe de Governo japonês nascido depois da Segunda Guerra Mundial fez carreira política pregando uma linha dura frente à Coréia do Norte. Mas não se sabe se Abe conseguirá reconciliar sua posição com China e Coréia do Sul, que preferem um enfoque mais suave em relação ao vizinho comunista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Shinzo Abe visita China e Coréia do Sul em busca de aliados

Da AFP

06/10/2006 | 11:16


O novo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, inicia este fim de semana sua primeira viagem como chefe de Governo e segue para a China e Coréia do Sul com a esperança de melhorar as relações com os vizinhos asiáticos e buscar uma posição comum para a crise nuclear norte-coreana.

Abe, que assumiu o poder em 26 de setembro, se reunirá no domingo com o presidente chinês Hu Jintao e com o premiê Wen Jiabao antes de visitar a Coréia do Sul na segunda-feira.

As autoridades chinesas se negavam a convidar seu antecessor, Junichiro Koizumi, sobretudo por suas visitas ao santuário de Yasukuni, que é considerado um símbolo das agressões bélicas do Japão.

O primeiro chefe de Governo japonês nascido depois da Segunda Guerra Mundial fez carreira política pregando uma linha dura frente à Coréia do Norte. Mas não se sabe se Abe conseguirá reconciliar sua posição com China e Coréia do Sul, que preferem um enfoque mais suave em relação ao vizinho comunista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;