Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Exército dá posse a premier interino e dissolve o Parlamento


Da AFP

06/12/2006 | 08:19


O comandante das Forças Armadas de Fiji, Voreqe Bainimarama, deu posse nesta quarta-feira a um médico civil sem experiência política como primeiro-ministro interino do país, um dia depois do golpe de Estado que derrubou o governo anterior, o quarto no arquipélago do Pacífico sul em menos de 20 anos.

"Eu, Jona Baravilala Senilagakali, juro fidelidade ao povo de Fiji", declarou o novo chefe de Governo diante do contra-almirante Bainimarama. "Serei em todo momento um primeiro-ministro interino fiel, com a ajuda de Deus", acrescentou com uma das mãos sobre uma Bíblia.

Além disso, pouco depois Bainimarama anunciou a dissolução oficial do Parlamento e a destituição dos comandantes da polícia e da administração penitenciária. As decisões confirmam uma situação de fato. Os militares do contra-almirante Bainimarama ocuparam o Parlamento e exigiram a saída dos senadores, que debatiam o orçamento do país.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Exército dá posse a premier interino e dissolve o Parlamento

Da AFP

06/12/2006 | 08:19


O comandante das Forças Armadas de Fiji, Voreqe Bainimarama, deu posse nesta quarta-feira a um médico civil sem experiência política como primeiro-ministro interino do país, um dia depois do golpe de Estado que derrubou o governo anterior, o quarto no arquipélago do Pacífico sul em menos de 20 anos.

"Eu, Jona Baravilala Senilagakali, juro fidelidade ao povo de Fiji", declarou o novo chefe de Governo diante do contra-almirante Bainimarama. "Serei em todo momento um primeiro-ministro interino fiel, com a ajuda de Deus", acrescentou com uma das mãos sobre uma Bíblia.

Além disso, pouco depois Bainimarama anunciou a dissolução oficial do Parlamento e a destituição dos comandantes da polícia e da administração penitenciária. As decisões confirmam uma situação de fato. Os militares do contra-almirante Bainimarama ocuparam o Parlamento e exigiram a saída dos senadores, que debatiam o orçamento do país.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;