Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Papa defende 'globalização da solidariedade'


Das Agências

24/11/2001 | 16:03


O Papa João Paulo II defendeu neste sábado uma globalização da solidariedade, por ocasião do 30º aniversário da fundação da organização Charitas, com o objetivo de lutar contra o medo, a insegurança, as injustiças e as guerras.

"A globalização não afeta somente a tecnologia e a economia, mas também a insegurança e o medo, a criminalidade e a violência, as injustiças e as guerras", destacou numa intervenção aos delegados dessa organização.

"Quanto mais implicadas estejam as ações individuais e as da comunidade inteira, mais fácil será prevenir a marginalização, agir frente aos mecanismos criadores de injustiças, defender os direitos dos fracos e dos pobres, tornar mais solidários o sul, o norte, o leste e o oeste do planeta", explicou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Papa defende 'globalização da solidariedade'

Das Agências

24/11/2001 | 16:03


O Papa João Paulo II defendeu neste sábado uma globalização da solidariedade, por ocasião do 30º aniversário da fundação da organização Charitas, com o objetivo de lutar contra o medo, a insegurança, as injustiças e as guerras.

"A globalização não afeta somente a tecnologia e a economia, mas também a insegurança e o medo, a criminalidade e a violência, as injustiças e as guerras", destacou numa intervenção aos delegados dessa organização.

"Quanto mais implicadas estejam as ações individuais e as da comunidade inteira, mais fácil será prevenir a marginalização, agir frente aos mecanismos criadores de injustiças, defender os direitos dos fracos e dos pobres, tornar mais solidários o sul, o norte, o leste e o oeste do planeta", explicou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;