Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ricardo Oliveira é o trunfo de Renê Simões no Canindé


Marcos Schiripa
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

17/03/2001 | 00:02


O técnico Renê Simões, da Portuguesa, está apostando suas fichas no jovem atacante Ricardo Oliveira para conseguir uma vitória domingo, contra a Matonense, no Canindé. O jogador foi autor de dois dos três gols no triunfo de quarta-feira, sobre o Figueirense por 3 a 2, pela Copa do Brasil. Pelo Paulista, Ricardo Oliveira já marcou três gols.

Mas se por um lado, o treinador demonstra confiança, por outro tem de ter muita paciência. O lateral argentino Lupídio, recentemente contratado, ainda não poderá fazer sua estréia. Seu visto de trabalho não foi regularizado, o que deve acontecer na próxima semana.

Sexta, o zagueiro Emerson e o volante Élson, recuperados de contusão, voltaram a treinar a parte física, com o preparador físico Carlinhos Neves, e devem estar à disposição do treinador nas próximas semanas. A previsão de atuarem é dia 1º de Abril contra o Rio Branco.

Emerson e Elson estavam radiantes pelo fato de não mais precisarem ficar no Departamento Médico. “Lá não bate sol, o tempo não passa. Fico mofado, enferrujado”, disse o zagueiro. “Estar com os amigos é importante. Com eles eu participo mais, falo o que e em que precisamos melhorar”, comenta Élson.

Segundo Carlinhos Neves, Élson tem condições de voltar em menos tempo. “Ele está mais adiantado, a resistência do Émerson ainda é mal.” O zagueiro não disputa uma partida desde outubro, no empate por 1 a 1 com o América-MG. O volante não joga desde o clássico com o Palmeiras.

Brincadeiras — A vitória em Santa Catarina mudou o astral entre os jogadores da Portuguesa. O clima é tão bom que sobra tempo para brincadeiras. Após o treino de ontem, no Canindé, o volante Souza foi a vítima dos companheiros. O jogador fez aniversário e não escapou das tradicionais ovadas. “Não façam isso, sou um pai de família”, implorava Souza aos baderneiros.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;