Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Depois de derrota na eleição a deputado estadual, Marcelo Lima sinaliza com saída do PPS

Andréa Iseki/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vereador diz que iniciou conversas, mas despista sobre futuro político


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

21/11/2014 | 07:00


Candidato derrotado a deputado estadual na eleição do dia 5 de outubro, o vereador Marcelo Lima, de São Bernardo, prepara saída do PPS. Descontente no partido, ele iniciou conversas com líderes políticos da cidade com objetivo de traçar alternativa a seu futuro político.

Marcelo recebeu 35.061 votos no total, sendo 26.348 deles em São Bernardo. O desempenho no município foi o quarto melhor do pleito, atrás somente dos deputados estaduais eleitos Orlando Morando (PSDB), Ana do Carmo (PT) e Luiz Fernando Teixeira (PT). A performance foi melhor do que a de Teonílio Monteiro da Costa, o Barba (PT), também consagrado nas urnas para exercer mandato na Assembleia Legislativa a partir de 2015.

“É muito cedo (essa discussão)”, minimizou Marcelo, sem, entretanto, descartar mudança de partido. “De fato houve pessoas que me procuraram para conversar. E a conversa faz parte da política. Vou dialogar com todos, mas não tenho cenário definido. Para mim, neste momento, o mais importante é agradecer à população que confiou o voto a mim. Os 35 mil votos são meus, isso eu tenho clareza.”

Nesta semana, Marcelo procurou o ex-prefeito e deputado federal William Dib (PSDB), que na semana passada anunciou vontade de ser candidato à Prefeitura de São Bernardo em 2016. O popular-socialista não confirmou a negociação, mas não fechou portas para futura aliança. “Um ano e meio é eternidade na política.”

Em 2011, Marcelo por pouco não saiu do PPS, após atrito com dirigentes estaduais da sigla. Ele se aproximou do governo de Luiz Marinho (PT), chegou a abrir negociação para aderir à base situacionista, mas foi convencido a continuar na legenda.

Foi reeleito vereador de São Bernardo pelo PPS, com 6.445 votos, melhor da bancada popular-socialista e segundo melhor da cidade, atrás somente de Tião Mateus (PT). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Depois de derrota na eleição a deputado estadual, Marcelo Lima sinaliza com saída do PPS

Vereador diz que iniciou conversas, mas despista sobre futuro político

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

21/11/2014 | 07:00


Candidato derrotado a deputado estadual na eleição do dia 5 de outubro, o vereador Marcelo Lima, de São Bernardo, prepara saída do PPS. Descontente no partido, ele iniciou conversas com líderes políticos da cidade com objetivo de traçar alternativa a seu futuro político.

Marcelo recebeu 35.061 votos no total, sendo 26.348 deles em São Bernardo. O desempenho no município foi o quarto melhor do pleito, atrás somente dos deputados estaduais eleitos Orlando Morando (PSDB), Ana do Carmo (PT) e Luiz Fernando Teixeira (PT). A performance foi melhor do que a de Teonílio Monteiro da Costa, o Barba (PT), também consagrado nas urnas para exercer mandato na Assembleia Legislativa a partir de 2015.

“É muito cedo (essa discussão)”, minimizou Marcelo, sem, entretanto, descartar mudança de partido. “De fato houve pessoas que me procuraram para conversar. E a conversa faz parte da política. Vou dialogar com todos, mas não tenho cenário definido. Para mim, neste momento, o mais importante é agradecer à população que confiou o voto a mim. Os 35 mil votos são meus, isso eu tenho clareza.”

Nesta semana, Marcelo procurou o ex-prefeito e deputado federal William Dib (PSDB), que na semana passada anunciou vontade de ser candidato à Prefeitura de São Bernardo em 2016. O popular-socialista não confirmou a negociação, mas não fechou portas para futura aliança. “Um ano e meio é eternidade na política.”

Em 2011, Marcelo por pouco não saiu do PPS, após atrito com dirigentes estaduais da sigla. Ele se aproximou do governo de Luiz Marinho (PT), chegou a abrir negociação para aderir à base situacionista, mas foi convencido a continuar na legenda.

Foi reeleito vereador de São Bernardo pelo PPS, com 6.445 votos, melhor da bancada popular-socialista e segundo melhor da cidade, atrás somente de Tião Mateus (PT). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;