Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mercedes chama parte do pessoal afastado para conversar no RH

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Leone Farias
DO Diário do Grande ABC

29/11/2014 | 07:15


Parte dos trabalhadores da Mercedes-Benz, em São Bernardo, que estavam em lay-off nos últimos cinco meses, ou seja, que tinham os contratos de trabalho suspensos temporariamente, estão sendo chamados pela companhia para comparecer ao departamento de RH (Recursos Humanos) da empresa no dia 1º de dezembro. Eles receberam telegrama dizendo que o lay-off não seria renovado. Isso apesar de recente acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que previa a extensão do afastamento por mais cinco meses, até 30 de abril de 2015, desta vez sem que a companhia tivesse a complementação de recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) para o pagamento dos salários desses empregados.

No total, cerca de 1.200 estão afastados, de acordo com números que haviam sido passados pela fabricante. Segundo a Mercedes, os funcionários que receberam essa correspondência foram convocados para conversar a respeito da abertura de PDV (Programa de Demissão Voluntária), para que saibam que eles também podem aderir, se quiserem.

A equipe do Diário entrou em contato com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que informou que grande parte dos funcionários em lay-off já assinou a renovação até abril. No entanto, a direção da entidade vai fazer contato com a montadora para questionar essa atitude – de chamar os funcionários para o RH.

A Mercedes-Benz do Brasil, como outras indústrias do setor automotivo, enfrenta a demanda retraída neste ano no País e no Exterior. De janeiro a outubro, o segmento contabiliza vendas de caminhões 13,4% menores no mercado nacional e exportações 26% inferiores em relação às do mesmo período de 2013.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mercedes chama parte do pessoal afastado para conversar no RH

Leone Farias
DO Diário do Grande ABC

29/11/2014 | 07:15


Parte dos trabalhadores da Mercedes-Benz, em São Bernardo, que estavam em lay-off nos últimos cinco meses, ou seja, que tinham os contratos de trabalho suspensos temporariamente, estão sendo chamados pela companhia para comparecer ao departamento de RH (Recursos Humanos) da empresa no dia 1º de dezembro. Eles receberam telegrama dizendo que o lay-off não seria renovado. Isso apesar de recente acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que previa a extensão do afastamento por mais cinco meses, até 30 de abril de 2015, desta vez sem que a companhia tivesse a complementação de recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) para o pagamento dos salários desses empregados.

No total, cerca de 1.200 estão afastados, de acordo com números que haviam sido passados pela fabricante. Segundo a Mercedes, os funcionários que receberam essa correspondência foram convocados para conversar a respeito da abertura de PDV (Programa de Demissão Voluntária), para que saibam que eles também podem aderir, se quiserem.

A equipe do Diário entrou em contato com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que informou que grande parte dos funcionários em lay-off já assinou a renovação até abril. No entanto, a direção da entidade vai fazer contato com a montadora para questionar essa atitude – de chamar os funcionários para o RH.

A Mercedes-Benz do Brasil, como outras indústrias do setor automotivo, enfrenta a demanda retraída neste ano no País e no Exterior. De janeiro a outubro, o segmento contabiliza vendas de caminhões 13,4% menores no mercado nacional e exportações 26% inferiores em relação às do mesmo período de 2013.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;