Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Bem vestido


Luciana Bugni
Do Diário do Grande ABC

27/01/2008 | 07:02


Sensual e moderninho, o vestido curto é a cara deste verão. Complementado por sandálias baixas ou altas, sapatilhas e botas, para quando dá aquela esfriada, cabe em quase todo programa. Basta ter bom senso e saber quais os acessórios adequados para não cair na vulgaridade.

“O top da temporada são vestidos curtinhos, com shorts ou bermuda por baixo e uma bota de cano alto ”, conta o professor de moda e estilo do Senac, Odil Zepper. Ele explica que o shorts tem de ser jeans e a bota de caubói, estilo que deve persistir mesmo no inverno.

Além dessas peças, é possível usar uma calça jeans mais justa, que alonga a silhueta. Deslocar o cinto para cima da cintura, na área próxima ao busto, pode ser uma idéia. “Quem não tem a cintura muito definida, ganha feminilidade assim. Mas para isso é preciso usar cintos fininhos ou no máximo médios”, sugere Odil.

Outra idéia é usar lenços orientais no pescoço. Fica charmoso e tira o foco da região do quadril. Casaquinhos de linha, mais finos, que seguram o frio do fim da tarde e deixam o visual leve por inteiro são também uma boa pedida. Nesses casos, nada de couro ou náilon, que pesam demais.

A produtora de moda Manoela Fiães diz que independentemente do tipo de corpo, o ideal é que o vestido seja larguinho, para que não marque a silhueta. Para eventos sociais, o comprimento deve ser no máximo um palmo para cima do joelho. Ocasiões especiais permitem comprimentos ainda menores. “É melhor usar à noite, quando se sentir à vontade. Se for passar por uma situação desconfortável, coloque um shorts por baixo e saiba se comportar de maneira adequada”, sugere Manoela.

Pernas em destaque - A vantagem desse tipo de roupa é que as mais cheinhas, que geralmente têm pernas bonitas, valorizam a parte do corpo. “O vestido funciona como uma camiseta compridinha e cai muito bem”, diz Odil. Manoela acrescenta que quem é mais gordinha deve passar longe dos justos e evitar detalhes como babados. Mais uma sugestão é não apostar nas estampas localizadas. Se for colorido, que seja por inteiro.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bem vestido

Luciana Bugni
Do Diário do Grande ABC

27/01/2008 | 07:02


Sensual e moderninho, o vestido curto é a cara deste verão. Complementado por sandálias baixas ou altas, sapatilhas e botas, para quando dá aquela esfriada, cabe em quase todo programa. Basta ter bom senso e saber quais os acessórios adequados para não cair na vulgaridade.

“O top da temporada são vestidos curtinhos, com shorts ou bermuda por baixo e uma bota de cano alto ”, conta o professor de moda e estilo do Senac, Odil Zepper. Ele explica que o shorts tem de ser jeans e a bota de caubói, estilo que deve persistir mesmo no inverno.

Além dessas peças, é possível usar uma calça jeans mais justa, que alonga a silhueta. Deslocar o cinto para cima da cintura, na área próxima ao busto, pode ser uma idéia. “Quem não tem a cintura muito definida, ganha feminilidade assim. Mas para isso é preciso usar cintos fininhos ou no máximo médios”, sugere Odil.

Outra idéia é usar lenços orientais no pescoço. Fica charmoso e tira o foco da região do quadril. Casaquinhos de linha, mais finos, que seguram o frio do fim da tarde e deixam o visual leve por inteiro são também uma boa pedida. Nesses casos, nada de couro ou náilon, que pesam demais.

A produtora de moda Manoela Fiães diz que independentemente do tipo de corpo, o ideal é que o vestido seja larguinho, para que não marque a silhueta. Para eventos sociais, o comprimento deve ser no máximo um palmo para cima do joelho. Ocasiões especiais permitem comprimentos ainda menores. “É melhor usar à noite, quando se sentir à vontade. Se for passar por uma situação desconfortável, coloque um shorts por baixo e saiba se comportar de maneira adequada”, sugere Manoela.

Pernas em destaque - A vantagem desse tipo de roupa é que as mais cheinhas, que geralmente têm pernas bonitas, valorizam a parte do corpo. “O vestido funciona como uma camiseta compridinha e cai muito bem”, diz Odil. Manoela acrescenta que quem é mais gordinha deve passar longe dos justos e evitar detalhes como babados. Mais uma sugestão é não apostar nas estampas localizadas. Se for colorido, que seja por inteiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;