Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

A mulher na chefia


Luciana Bugni
Do Diário do Grande ABC

11/05/2008 | 07:03


Pode falar o que for sobre a igualdade dos sexos, mas quando o assunto é mulher na chefia, a coisa complica. Ser chefe não é difícil só para os homens - a liderança causa arrepios em muitas representantes do sexo feminino. Esse assunto foi abordado pelas profissionais do marketing Caitlin Friedman e Kimberly Yorio em Mulheres no Comando (R$ 29,90, 215 páginas, Verus Editora).

"Agora você é a chefe. Por mais motivador que isso possa parecer, assim que a alegria pela promoção sumir, pode ser que você se pegue coçando a cabeça, sem saber exatamente o que essas novas responsabilidades implicam", dizem as autoras. O conselho delas é que as mulheres não temam.

A obra explica as funções da mulherada em cargos altos, para tirar o medo. Entre as atividades está contratar, demitir, avaliar e promover pessoas; ter um plano e delegar tarefas; oferecer orientação, direção, motivação e inspiração aos funcionários; supervisionar e manter a saúde fiscal do departamento; responder pelos funcionários e agir como intermediária entre eles e os superiores.

Um dos conselhos é ser a própria motivadora. "O chefe exerce um trabalho em que não pode receber agradecimentos. Ninguém vai apertar sua mão e dizer que está fazendo um excelente trabalho. Você depende de si mesma para receber incentivos. Quando tiver trabalhado muito ou conquistado um objetivo, saia para almoçar, pague por uma massagem ou planeje um dia fora do escritório", ensinam.

Há também uma lista dos comportamentos nocivos na chefia para ninguém ser tachada de megera e não saber por quê. Ser meticulosa e não deixar os funcionários em paz, receber os créditos sem dá-los, chorar, gritar e perder o controle e tratar os assistentes como companheira, babá, motorista, empregada ou melhor amiga estão entre os exemplos.
 
Dicas
Quinze atitudes a serem tomadas para se tornar uma líder competente:

1.Crie uma lista de afazeres.

2. Estabeleça objetivos.

3. Cumpra prazos.

4. Mantenha sua palavra.

5. Deixe tudo por escrito.

6. Seja proativa em tudo que fizer.

7. Trate seu negócio como uma empresária.

8. Contribua com a equipe.

9. Seja mais abrangente.

10. Seja sua incentivadora.

11. Venda suas conquistas para seus superiores.

12. Fique do seu lado.

13. Não leve as coisas para o lado pessoal.

14. Não se esqueça de fazer network.

15. Encontre um mentor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;