Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Italianos lembram origens em festa

Ari Paleta/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Evento no bairro Fundação reúne em torno de 10 mil pessoas no segundo dia


Natália Regazzo
Do Diário do Grande ABC

04/08/2014 | 07:00


Em clima familiar e noite de inverno com temperatura amena de 21ºC, passaram ontem pela Festa Italiana de São Caetano cerca de 10 mil pessoas.

O evento, realizado na Praça Comendador Ermelino Matarazzo, no bairro Fundação, é opção de lazer e gastronomia típica inclusive para quem nasceu na Terra da Bota. É o caso do aposentado Antonio Oropallo, 73 anos, morador da Vila Prudente, na Capital. Natural de Moiano, região da província de Benevento, ele conta que aprecia o espírito alegre do festejo, além das músicas e do espaguete ao sugo. “Mesmo não morando por aqui, me sinto familiarizado. É uma oportunidade de reviver as origens”, afirma. Sua mulher, a professora de filosofia Maria Cristina, 60, aproveitou a ocasião para tirar dúvida sobre cidadania para os filhos.

É a primeira vez que a empresa do município GHF Consult – com serviços de vistos, buscas de documentos no exterior e outros – participa da festa. “Somos patrocinadores e temos a oportunidade de montar espaço para esclarecer dúvidas”, ressalta a empresária Juliana Amoroso. O serviço mais procurado é o da cidadania.

Outro item que faz sucesso é o frango com polenta, carro-chefe da barraca da Sociedade Amigos do Bairro Fundação. “É uma comida caseira feita com amor”, diz a coordenadora do local, Lucia Borges de Carvalho. Descendente do país europeu, a auxiliar de educação infantil e voluntária mais antiga do grupo, Terezinha Premazzi Benavente, 76, empresta os dotes culinários e repassa os conhecimentos para as mais novas, inclusive sobre o modo de fazer a salada de radicci com pancetta.

Uma das primeiras barracas da festa foi a do Círculo Italiano de São Caetano, que existe há 22 anos. Hoje, as opções são macarrão, nhoque e vinho. “O segredo é o cozimento do molho por cinco horas, além de todos os ingredientes serem frescos”, salienta o presidente da entidade, Alexandre Funaki.

Há quem compareça ao evento para assistir as apresentações musicais. A analista de Recursos Humanos Silvana Aparecida Sanches Todisco, 34, é neta de italianos e gosta de tarantela. Ela estava na plateia da Banda Bella São Caetano, uma das atrações de ontem.

Aos interessados e adeptos da cultura, a festa continua nos dias 9, 10, 16, 17, 23 e 24, com acesso gratuito e programação de shows. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Italianos lembram origens em festa

Evento no bairro Fundação reúne em torno de 10 mil pessoas no segundo dia

Natália Regazzo
Do Diário do Grande ABC

04/08/2014 | 07:00


Em clima familiar e noite de inverno com temperatura amena de 21ºC, passaram ontem pela Festa Italiana de São Caetano cerca de 10 mil pessoas.

O evento, realizado na Praça Comendador Ermelino Matarazzo, no bairro Fundação, é opção de lazer e gastronomia típica inclusive para quem nasceu na Terra da Bota. É o caso do aposentado Antonio Oropallo, 73 anos, morador da Vila Prudente, na Capital. Natural de Moiano, região da província de Benevento, ele conta que aprecia o espírito alegre do festejo, além das músicas e do espaguete ao sugo. “Mesmo não morando por aqui, me sinto familiarizado. É uma oportunidade de reviver as origens”, afirma. Sua mulher, a professora de filosofia Maria Cristina, 60, aproveitou a ocasião para tirar dúvida sobre cidadania para os filhos.

É a primeira vez que a empresa do município GHF Consult – com serviços de vistos, buscas de documentos no exterior e outros – participa da festa. “Somos patrocinadores e temos a oportunidade de montar espaço para esclarecer dúvidas”, ressalta a empresária Juliana Amoroso. O serviço mais procurado é o da cidadania.

Outro item que faz sucesso é o frango com polenta, carro-chefe da barraca da Sociedade Amigos do Bairro Fundação. “É uma comida caseira feita com amor”, diz a coordenadora do local, Lucia Borges de Carvalho. Descendente do país europeu, a auxiliar de educação infantil e voluntária mais antiga do grupo, Terezinha Premazzi Benavente, 76, empresta os dotes culinários e repassa os conhecimentos para as mais novas, inclusive sobre o modo de fazer a salada de radicci com pancetta.

Uma das primeiras barracas da festa foi a do Círculo Italiano de São Caetano, que existe há 22 anos. Hoje, as opções são macarrão, nhoque e vinho. “O segredo é o cozimento do molho por cinco horas, além de todos os ingredientes serem frescos”, salienta o presidente da entidade, Alexandre Funaki.

Há quem compareça ao evento para assistir as apresentações musicais. A analista de Recursos Humanos Silvana Aparecida Sanches Todisco, 34, é neta de italianos e gosta de tarantela. Ela estava na plateia da Banda Bella São Caetano, uma das atrações de ontem.

Aos interessados e adeptos da cultura, a festa continua nos dias 9, 10, 16, 17, 23 e 24, com acesso gratuito e programação de shows. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;