Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Indicador de atividade da indústria paulista sobe 1%



30/03/2007 | 07:03


O INA (Indicador do Nível de Atividade) da indústria paulista de transformação subiu 1% em fevereiro ante janeiro, sem ajuste sazonal, divulgaram quinta-feira a Fiesp e o Ciesp (a Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

Em relação a fevereiro de 2006, o INA cresceu 4,3%, sem ajuste sazonal e, considerando o ajuste sazonal, obteve alta de 1,2% em fevereiro ante janeiro.

De acordo com o Levantamento de Conjuntura, o NUCI (Nível de Utilização da Capacidade Instalada) de fevereiro ficou em 79,3%, sem ajuste sazonal, registrando alta em relação a janeiro, quando atingiu 78,4% e se mostrando estável em comparação a fevereiro de 2006, quando o uso da capacidade instalada estava em 79,4%.

O documento apresenta ainda as seguintes variações em fevereiro ante janeiro, sem ajuste sazonal: total de horas pagas, 1,5%; horas trabalhadas na produção, 3,3%; horas médias trabalhadas, 2,4%; total de salários nominais, 2,2%; total de salários reais utilizando como deflator o IPC-Fipe, 1,8%; salário real médio, 1%; total de vendas nominais, -1%; total de vendas reais utilizando como deflator o IPA Setorial, -1,1%.

Em relação a fevereiro de 2006, o documento apresenta ainda as seguintes variáveis: total de horas pagas, 7,2%; horas trabalhadas na produção, 6,5%; horas médias trabalhadas, 0,3%; total de salários nominais, 13,3%; total de salários reais utilizando como deflator o IPC-Fipe, 9,9%; salário real médio, 3,5%; total de vendas nominais, 7,6%; total de vendas reais utilizando como deflator o IPA Setorial, 5,1%.

A Fiesp e o Ciesp também revisaram o INA de janeiro, divulgado em março. Com ajuste sazonal, ficou em 0,4% ante dezembro; antes era de 0,8%. Sem ajuste sazonal, o INA de janeiro ante dezembro foi revisado para -4%, enquanto o indicador anterior era -3,5%.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Indicador de atividade da indústria paulista sobe 1%


30/03/2007 | 07:03


O INA (Indicador do Nível de Atividade) da indústria paulista de transformação subiu 1% em fevereiro ante janeiro, sem ajuste sazonal, divulgaram quinta-feira a Fiesp e o Ciesp (a Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

Em relação a fevereiro de 2006, o INA cresceu 4,3%, sem ajuste sazonal e, considerando o ajuste sazonal, obteve alta de 1,2% em fevereiro ante janeiro.

De acordo com o Levantamento de Conjuntura, o NUCI (Nível de Utilização da Capacidade Instalada) de fevereiro ficou em 79,3%, sem ajuste sazonal, registrando alta em relação a janeiro, quando atingiu 78,4% e se mostrando estável em comparação a fevereiro de 2006, quando o uso da capacidade instalada estava em 79,4%.

O documento apresenta ainda as seguintes variações em fevereiro ante janeiro, sem ajuste sazonal: total de horas pagas, 1,5%; horas trabalhadas na produção, 3,3%; horas médias trabalhadas, 2,4%; total de salários nominais, 2,2%; total de salários reais utilizando como deflator o IPC-Fipe, 1,8%; salário real médio, 1%; total de vendas nominais, -1%; total de vendas reais utilizando como deflator o IPA Setorial, -1,1%.

Em relação a fevereiro de 2006, o documento apresenta ainda as seguintes variáveis: total de horas pagas, 7,2%; horas trabalhadas na produção, 6,5%; horas médias trabalhadas, 0,3%; total de salários nominais, 13,3%; total de salários reais utilizando como deflator o IPC-Fipe, 9,9%; salário real médio, 3,5%; total de vendas nominais, 7,6%; total de vendas reais utilizando como deflator o IPA Setorial, 5,1%.

A Fiesp e o Ciesp também revisaram o INA de janeiro, divulgado em março. Com ajuste sazonal, ficou em 0,4% ante dezembro; antes era de 0,8%. Sem ajuste sazonal, o INA de janeiro ante dezembro foi revisado para -4%, enquanto o indicador anterior era -3,5%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;