Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Três morrem com suspeita de intoxicação por gás carbônico


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

26/07/2005 | 08:21


Dois homens foram encontrados mortos domingo à noite no interior de uma garagem no Jardim Sorocaba, em Santo André. A mulher de um deles, a dona-de-casa Jandira Zulmira e Souza, 19 anos, foi encontrada no mesmo local agonizando e morreu na tarde de segunda-feira no Centro Hospitalar de Santo André. Provavelmente, os três foram envenenados por gás carbônico. Os corpos não apresentavam marcas de agressão, mas no interior da garagem, sem ventilação, o carro permanecia ligado. O IML (Instituto Médico-Legal) recolheu sangue e vísceras das vítimas para a realização de exames complementares. O laudo deve sair em 30 dias.

A polícia trabalha ainda com a possibilidade de o reciclador Reginaldo de Souza Xavier, 29 anos, sua mulher Jandira e o amigo, o montador de móveis Gerinaldo Rodrigues da Silva, 25 anos, terem sofrido uma overdose. Eles haviam saído de casa na noite de sábado. Familiares e amigos, porém, acreditam em intoxicação. A garagem onde foram encontrados, alugada pelo casal para guardar um Escort, estava fechada e cheia de fumaça. O carro, movido a álcool, estava ligado.

Uma estudante de 14 anos, vizinha do casal, afirmou que no domingo à noite percebeu que o carro estava ligado, assim como o aparelho de som do veículo. "Sabia que o pai de Jandira (o aposentado Agenor Galdino de Souza, 63 anos) estava procurando os dois desde manhã. Eu o chamei para abrirmos a garagem", relatou.

O aposentado e a garota se depararam com os corpos de Souza e Silva dentro do carro, ocupando os bancos dianteiros. Jandira agonizava fora do veículo. "Foi uma cena terrível. Nunca pensei que pudesse ver uma coisa dessas. Quase morri intoxicado com a fumaça", disse o aposentado. Ele chamou uma ambulância, que conduziu a filha até o hospital. Às 15h45 de segunda-feira, Jandira morreu.

A polícia encontrou dentro do Escort uma garrafa de Duelo (vinho com frutas, com teor alcoólico alto) e uma garrafa de vinho. "Tenho quase certeza que eles abusaram do álcool e morreram intoxicados dentro da garagem", afirmou o aposentado. A última notícia que havia tido é que no sábado à noite haviam saído para beber.

O desempregado Francisco Gaudêncio de Souza, 19 anos, era amigo das vítimas e estava com os três até as 5h30 de domingo. "No sábado à noite, começamos a beber no bar. Depois, compramos umas bebidas e levamos até a garagem. Estávamos ouvindo música no carro. Às 5h30, estava cansado e fui para casa", afirmou Gaudêncio. Os corpos foram encontrados mais de 12 horas depois.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Três morrem com suspeita de intoxicação por gás carbônico

Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

26/07/2005 | 08:21


Dois homens foram encontrados mortos domingo à noite no interior de uma garagem no Jardim Sorocaba, em Santo André. A mulher de um deles, a dona-de-casa Jandira Zulmira e Souza, 19 anos, foi encontrada no mesmo local agonizando e morreu na tarde de segunda-feira no Centro Hospitalar de Santo André. Provavelmente, os três foram envenenados por gás carbônico. Os corpos não apresentavam marcas de agressão, mas no interior da garagem, sem ventilação, o carro permanecia ligado. O IML (Instituto Médico-Legal) recolheu sangue e vísceras das vítimas para a realização de exames complementares. O laudo deve sair em 30 dias.

A polícia trabalha ainda com a possibilidade de o reciclador Reginaldo de Souza Xavier, 29 anos, sua mulher Jandira e o amigo, o montador de móveis Gerinaldo Rodrigues da Silva, 25 anos, terem sofrido uma overdose. Eles haviam saído de casa na noite de sábado. Familiares e amigos, porém, acreditam em intoxicação. A garagem onde foram encontrados, alugada pelo casal para guardar um Escort, estava fechada e cheia de fumaça. O carro, movido a álcool, estava ligado.

Uma estudante de 14 anos, vizinha do casal, afirmou que no domingo à noite percebeu que o carro estava ligado, assim como o aparelho de som do veículo. "Sabia que o pai de Jandira (o aposentado Agenor Galdino de Souza, 63 anos) estava procurando os dois desde manhã. Eu o chamei para abrirmos a garagem", relatou.

O aposentado e a garota se depararam com os corpos de Souza e Silva dentro do carro, ocupando os bancos dianteiros. Jandira agonizava fora do veículo. "Foi uma cena terrível. Nunca pensei que pudesse ver uma coisa dessas. Quase morri intoxicado com a fumaça", disse o aposentado. Ele chamou uma ambulância, que conduziu a filha até o hospital. Às 15h45 de segunda-feira, Jandira morreu.

A polícia encontrou dentro do Escort uma garrafa de Duelo (vinho com frutas, com teor alcoólico alto) e uma garrafa de vinho. "Tenho quase certeza que eles abusaram do álcool e morreram intoxicados dentro da garagem", afirmou o aposentado. A última notícia que havia tido é que no sábado à noite haviam saído para beber.

O desempregado Francisco Gaudêncio de Souza, 19 anos, era amigo das vítimas e estava com os três até as 5h30 de domingo. "No sábado à noite, começamos a beber no bar. Depois, compramos umas bebidas e levamos até a garagem. Estávamos ouvindo música no carro. Às 5h30, estava cansado e fui para casa", afirmou Gaudêncio. Os corpos foram encontrados mais de 12 horas depois.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;