Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Prefeiturável, Bete Siraque pede licença de 30 dias da Câmara

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Período de afastamento é não remunerado e tem vigência a partir do dia 1º; suplente Wagner Lima deve assumir cadeira


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

24/09/2020 | 17:13


Pré-candidata à Prefeitura de Santo André pelo PT, a vereadora Bete Siraque entrou com pedido de licença do mandato pelo período de um mês. O requerimento foi aprovado hoje pela manhã, em sessão virtual realizada pelo Legislativo. O período de afastamento do cargo terá vigência a partir de 1º de outubro e se dará sem remuneração por se tratar de motivos particulares – ela pretende dedicar tempo à campanha majoritária no período, embora não haja na legislação a exigência de saída provisória da cadeira para a disputa, mesmo se fosse para concorrer à reeleição ao posto.

A licença de Bete foi pautada com base no artigo 14, inciso 2, da LOM (Lei Orgânica do Município), que envolve justamente o afastamento para abordar assuntos de interesse pessoal. “Em decorrência do período (eleitoral) que se aproxima estou solicitando a licença por motivos particulares. Licença de 30 dias da Câmara”, alegou a petista, que presidiu a plenária. Na sequência de suas justificativas, o requerimento passou por apreciação dos demais parlamentares, e recebeu crivo favorável unânime – eram 18 edis presentes remotamente no momento da votação.

Com o afastamento, quem deve ocupar a vaga temporariamente é o primeiro suplente da coligação e correligionário Wagner Lima, ligado ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. O petista registrou 2.415 votos há quatro anos e será candidato à vereança no pleito de novembro. No ano passado, assumiu a cadeira por quase três meses, durante licença de Willians Bezerra (PT), sob alegação de motivos de saúde. Lima passou por quadro delicado de saúde na pandemia. Em julho, chegou a ficar internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em decorrência do diagnóstico de Covid-19. 

Atualmente, Lima integra comissão de fábrica dos trabalhadores na Volkswagen e negocia acordo de estabilidade até 2025. A atribuição, contudo, não tende a ser empecilho para aceitar a convocação. O segundo suplente da aliança é o ex-vereador Carlos Raposo (ex-PDT, hoje no PSB), que compõe a chapa proporcional do prefeiturável Ailton Lima (PSB).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeiturável, Bete Siraque pede licença de 30 dias da Câmara

Período de afastamento é não remunerado e tem vigência a partir do dia 1º; suplente Wagner Lima deve assumir cadeira

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

24/09/2020 | 17:13


Pré-candidata à Prefeitura de Santo André pelo PT, a vereadora Bete Siraque entrou com pedido de licença do mandato pelo período de um mês. O requerimento foi aprovado hoje pela manhã, em sessão virtual realizada pelo Legislativo. O período de afastamento do cargo terá vigência a partir de 1º de outubro e se dará sem remuneração por se tratar de motivos particulares – ela pretende dedicar tempo à campanha majoritária no período, embora não haja na legislação a exigência de saída provisória da cadeira para a disputa, mesmo se fosse para concorrer à reeleição ao posto.

A licença de Bete foi pautada com base no artigo 14, inciso 2, da LOM (Lei Orgânica do Município), que envolve justamente o afastamento para abordar assuntos de interesse pessoal. “Em decorrência do período (eleitoral) que se aproxima estou solicitando a licença por motivos particulares. Licença de 30 dias da Câmara”, alegou a petista, que presidiu a plenária. Na sequência de suas justificativas, o requerimento passou por apreciação dos demais parlamentares, e recebeu crivo favorável unânime – eram 18 edis presentes remotamente no momento da votação.

Com o afastamento, quem deve ocupar a vaga temporariamente é o primeiro suplente da coligação e correligionário Wagner Lima, ligado ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. O petista registrou 2.415 votos há quatro anos e será candidato à vereança no pleito de novembro. No ano passado, assumiu a cadeira por quase três meses, durante licença de Willians Bezerra (PT), sob alegação de motivos de saúde. Lima passou por quadro delicado de saúde na pandemia. Em julho, chegou a ficar internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em decorrência do diagnóstico de Covid-19. 

Atualmente, Lima integra comissão de fábrica dos trabalhadores na Volkswagen e negocia acordo de estabilidade até 2025. A atribuição, contudo, não tende a ser empecilho para aceitar a convocação. O segundo suplente da aliança é o ex-vereador Carlos Raposo (ex-PDT, hoje no PSB), que compõe a chapa proporcional do prefeiturável Ailton Lima (PSB).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;