Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

’PMBD não vai abandonar Jader’, diz Temer


Do Diário OnLine

10/09/2001 | 10:05


O novo presidente nacional do PMDB, o deputado federal Michel Temer (SP), disse nesta segunda-feira que o partido não vai abandonar o senador Jader Barbalho (PA), mas que, por enquanto, as denúncias estão no âmbito pessoal e por isso o próprio Jader é quem tem de se responsabilizar pela sua defesa.

Temer afirmou, em entrevista ao Bom Dia Brasil, que enquanto o Conselho de Ética não tiver alguma prova conclusiva, o PMDB não deve se manifestar. “Ele mesmo fará sua defesa, e não o partido. Não vamos condená-lo como no caso do deputado Ibsen Pinheiro, que depois teve sua inocência comprovada pelo Supremo Tribunal Federal. Caso o Conselho de Ética do Senado comprove alguma coisa, tomaremos providências”, disse.

O deputado comentou também os impasses que o partido enfrenta sobre a possibilidade do lançamento de um candidato próprio às eleições de presidenciais de 2002.

De acordo com Temer, a indicação de candidato próprio é interessante para o PMDB pois garantiria uma bancada maior para o partido, como aconteceu em eleições anteriores, do que nos anos em que o PMDB não tinha um candidato.

Temer foi eleito presidente nacional do PMDB na Convenção Nacional do partido, realizada no domingo, em Brasília. Com o apoio da bancada governista, o paulista obteve 411 votos, contra 244 de seu adversário, o senador Maguito Vilela (GO).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

’PMBD não vai abandonar Jader’, diz Temer

Do Diário OnLine

10/09/2001 | 10:05


O novo presidente nacional do PMDB, o deputado federal Michel Temer (SP), disse nesta segunda-feira que o partido não vai abandonar o senador Jader Barbalho (PA), mas que, por enquanto, as denúncias estão no âmbito pessoal e por isso o próprio Jader é quem tem de se responsabilizar pela sua defesa.

Temer afirmou, em entrevista ao Bom Dia Brasil, que enquanto o Conselho de Ética não tiver alguma prova conclusiva, o PMDB não deve se manifestar. “Ele mesmo fará sua defesa, e não o partido. Não vamos condená-lo como no caso do deputado Ibsen Pinheiro, que depois teve sua inocência comprovada pelo Supremo Tribunal Federal. Caso o Conselho de Ética do Senado comprove alguma coisa, tomaremos providências”, disse.

O deputado comentou também os impasses que o partido enfrenta sobre a possibilidade do lançamento de um candidato próprio às eleições de presidenciais de 2002.

De acordo com Temer, a indicação de candidato próprio é interessante para o PMDB pois garantiria uma bancada maior para o partido, como aconteceu em eleições anteriores, do que nos anos em que o PMDB não tinha um candidato.

Temer foi eleito presidente nacional do PMDB na Convenção Nacional do partido, realizada no domingo, em Brasília. Com o apoio da bancada governista, o paulista obteve 411 votos, contra 244 de seu adversário, o senador Maguito Vilela (GO).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;