Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mauaenses, filho e mãe-narradora levam prêmio da Fifa

Reprodução/Instagram Fifa Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Silvia Grecco e Nickollas foram homenageados nesta tarde, em Milão, na Itália


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

23/09/2019 | 15:59


Mauá está no centro do mundo esportivo. A dupla de palmeirenses Silvia Grecco e seu filho Nickollas, moradores da cidade, ganhou nesta tarde (23), em Milão, na Itália, o Fan Award, como os torcedores com a história mais cativante da última temporada. Eles venceram eleição popular no site da Fifa e receberam a honraria durante cerimônia de entrega do prêmio ao melhor jogador do mundo pela sexta vez o argentino Lionel Messi, do Barcelona - ele concorria com o português Cristiano Ronaldo, da Juventus, e o holandês Virgil Van Dijk, do Liverpool.

Nickollas já havia tido sua tragetória contada no Diário e, no ano passado, sua história ganhou repercussão mundial quando em jogo do Palmeiras transmitido pela Rede Globo, no Allianz Parque, o repórter Marco Aurélio Cunha flagrou sua mãe Silvia narrando o jogo para que ele pudesse vivenciar a emoção da partida. O palmeirense de 12 anos é deficiente visual e possui autismo.

Eles concorreram com o uruguaio Justo Sánchez, que é torcedor do Cerro, mas passou também a ir aos jogos do rival Rampla Juniors em homenagem ao filho falecido, além dos fãs holandeses que fizeram grande festa para acompanhar sua seleção na última Copa do Mundo de futebol feminino.

"Gostaria de compartilhar esse prêmio com o senhor Justo Sanchez, que também tem uma linda história ao lado do filho, sinta-se homenageado. Estamos representando nosso time, o Palmeiras, todos os torcedores do Brasil e do mundo, todos que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida das pessoas, é muito amor, dedicação e o simples gesto de eu narrar os jogos para o meu filho cativou o repórter da TV Globo, Marco Aurélio Cunha que contou nossa história. Pessoa com deficiência existe e ela precisa ser amada, respeitada e incluída. Obrigado Deus por me permitir ser ponte e hoje representar não só meu filho, mas todos do mundo que tem alguma deficiência e precisa de uma oportunidade", discursou Silvia, emocionando a plateia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mauaenses, filho e mãe-narradora levam prêmio da Fifa

Silvia Grecco e Nickollas foram homenageados nesta tarde, em Milão, na Itália

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

23/09/2019 | 15:59


Mauá está no centro do mundo esportivo. A dupla de palmeirenses Silvia Grecco e seu filho Nickollas, moradores da cidade, ganhou nesta tarde (23), em Milão, na Itália, o Fan Award, como os torcedores com a história mais cativante da última temporada. Eles venceram eleição popular no site da Fifa e receberam a honraria durante cerimônia de entrega do prêmio ao melhor jogador do mundo pela sexta vez o argentino Lionel Messi, do Barcelona - ele concorria com o português Cristiano Ronaldo, da Juventus, e o holandês Virgil Van Dijk, do Liverpool.

Nickollas já havia tido sua tragetória contada no Diário e, no ano passado, sua história ganhou repercussão mundial quando em jogo do Palmeiras transmitido pela Rede Globo, no Allianz Parque, o repórter Marco Aurélio Cunha flagrou sua mãe Silvia narrando o jogo para que ele pudesse vivenciar a emoção da partida. O palmeirense de 12 anos é deficiente visual e possui autismo.

Eles concorreram com o uruguaio Justo Sánchez, que é torcedor do Cerro, mas passou também a ir aos jogos do rival Rampla Juniors em homenagem ao filho falecido, além dos fãs holandeses que fizeram grande festa para acompanhar sua seleção na última Copa do Mundo de futebol feminino.

"Gostaria de compartilhar esse prêmio com o senhor Justo Sanchez, que também tem uma linda história ao lado do filho, sinta-se homenageado. Estamos representando nosso time, o Palmeiras, todos os torcedores do Brasil e do mundo, todos que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida das pessoas, é muito amor, dedicação e o simples gesto de eu narrar os jogos para o meu filho cativou o repórter da TV Globo, Marco Aurélio Cunha que contou nossa história. Pessoa com deficiência existe e ela precisa ser amada, respeitada e incluída. Obrigado Deus por me permitir ser ponte e hoje representar não só meu filho, mas todos do mundo que tem alguma deficiência e precisa de uma oportunidade", discursou Silvia, emocionando a plateia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;