Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 13 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Em 4º, Marinho aparece melhor que Padilha


Fábio Martins

17/04/2018 | 07:00


Levantamento feito pelo Datafolha aponta que o ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT) aparece, em um dos cenários do estudo, com 7% das intenções de votos na disputa ao governo de São Paulo, empatado tecnicamente com o atual governador do Estado, Márcio França (PSB), que registrou 8%, a pouco mais de cinco meses do páreo. Embora na quarta posição, o percentual é melhor do que o índice registrado pelo petista Alexandre Padilha, também ex-ministro de Lula, na mesma época ao pleito de 2014, de 3%. A sondagem é liderada pelo ex-prefeito paulistano João Doria (PSDB), com 29%, seguido pelo presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf (MDB), que tem 20%. Num segundo panorama, sem a inserção do nome de Skaf, cotado ao Senado, o tucano amplia a vantagem, com 36%, tendo França e Marinho 10% e 9%, respectivamente. A pesquisa espontânea mostra um dado importante: 62% dos entrevistados não sabem em quem votar.

BASTIDORES

Retorno de Benevides
Depois de ter sido exonerado, recentemente, da Prefeitura de Mauá, o ex-vereador Anderson Benevides, de Ribeirão Pires, sobrinho do ex-prefeito Saulo Benevides (MDB), retornou aos quadros do governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB). A nomeação do ex-parlamentar foi registrada nos Atos Oficiais como assessor de gabinete da Secretaria de Relações Institucionais, até então chefiada por Sérgio Affonso. Anteriormente, ele atuava no posto de diretor de divisão da mesma Pasta. Após ter seu mandato cassado por infidelidade partidária, ele concorreu à reeleição em 2016, sem sucesso.

Adiado
Terá de ser adiada a conclusão do inquérito policial que envolve a agressão cometida pelo ex-vereador de Diadema Manoel Eduardo Marinho, o Maninho, e seu filho, Leandro Eduardo Marinho (ambos do PT), contra um manifestante antipetista, no dia 5, nas redondezas do Instituto Lula, em São Paulo. Responsável pelo caso, o delegado Wilson Zampieri, do 17º DP (Ipiranga) da Capital, informou que a vítima, o empresário Carlos Alberto Bettoni, que segue internado na UTI, não pôde ser ouvido ontem, como estava previsto. “Os médicos não autorizaram ele dar o depoimento porque ainda está confuso. Nossa intenção é continuar tentando ao longo desta semana”, disse. A projeção inicial da polícia era de finalizar a apuração e entregar o inquérito à Justiça até amanhã.

Pleito de correligionário
Em atrito político com o primo e prefeito Lauro Michels (PV), o presidente da Câmara de Diadema, Marcos Michels (PSB), acompanhado do líder do governo no Legislativo e correligionário, vereador Célio Boi, encaminhou requerimento ao governador de São Paulo, Márcio França (PSB), solicitando implantação de uma unidade do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Mais, uma espécie de modernização dos equipamentos. A ideia é de transformar o Quarteirão da Saúde neste projeto. Cabe lembrar que Lauro apoia a reeleição de França e Marcos tem candidatura colocada a deputado estadual.

Comissão de artistas
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), atendeu comissão de artistas em evento promovido pela Prefeitura, chamado Governo em Movimento. No local, o grupo reforçou insatisfação com o trabalho do secretário de Cultura, João Manoel da Costa Neto (PSDB). Mais uma situação de desgaste. Eles entregaram uma nova carta ao chefe do Executivo relatando os problemas que identificam no setor, principalmente a falta de diálogo com o titular da Pasta. O tucano alegou que o Teatro Paulo Machado de Carvalho, um dos alvos do bloco, não foi uma prioridade da gestão no primeiro ano de mandato devido à grave situação financeira dos cofres municipais, mas que em 2018 já deve ser iniciada reforma no equipamento e que, até 2020, a cidade terá seus três teatros revitalizados. Ficou acertado que haverá outro encontro para tratar de prazos e respostas sobre as reivindicações. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em 4º, Marinho aparece melhor que Padilha

Fábio Martins

17/04/2018 | 07:00


Levantamento feito pelo Datafolha aponta que o ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT) aparece, em um dos cenários do estudo, com 7% das intenções de votos na disputa ao governo de São Paulo, empatado tecnicamente com o atual governador do Estado, Márcio França (PSB), que registrou 8%, a pouco mais de cinco meses do páreo. Embora na quarta posição, o percentual é melhor do que o índice registrado pelo petista Alexandre Padilha, também ex-ministro de Lula, na mesma época ao pleito de 2014, de 3%. A sondagem é liderada pelo ex-prefeito paulistano João Doria (PSDB), com 29%, seguido pelo presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf (MDB), que tem 20%. Num segundo panorama, sem a inserção do nome de Skaf, cotado ao Senado, o tucano amplia a vantagem, com 36%, tendo França e Marinho 10% e 9%, respectivamente. A pesquisa espontânea mostra um dado importante: 62% dos entrevistados não sabem em quem votar.

BASTIDORES

Retorno de Benevides
Depois de ter sido exonerado, recentemente, da Prefeitura de Mauá, o ex-vereador Anderson Benevides, de Ribeirão Pires, sobrinho do ex-prefeito Saulo Benevides (MDB), retornou aos quadros do governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB). A nomeação do ex-parlamentar foi registrada nos Atos Oficiais como assessor de gabinete da Secretaria de Relações Institucionais, até então chefiada por Sérgio Affonso. Anteriormente, ele atuava no posto de diretor de divisão da mesma Pasta. Após ter seu mandato cassado por infidelidade partidária, ele concorreu à reeleição em 2016, sem sucesso.

Adiado
Terá de ser adiada a conclusão do inquérito policial que envolve a agressão cometida pelo ex-vereador de Diadema Manoel Eduardo Marinho, o Maninho, e seu filho, Leandro Eduardo Marinho (ambos do PT), contra um manifestante antipetista, no dia 5, nas redondezas do Instituto Lula, em São Paulo. Responsável pelo caso, o delegado Wilson Zampieri, do 17º DP (Ipiranga) da Capital, informou que a vítima, o empresário Carlos Alberto Bettoni, que segue internado na UTI, não pôde ser ouvido ontem, como estava previsto. “Os médicos não autorizaram ele dar o depoimento porque ainda está confuso. Nossa intenção é continuar tentando ao longo desta semana”, disse. A projeção inicial da polícia era de finalizar a apuração e entregar o inquérito à Justiça até amanhã.

Pleito de correligionário
Em atrito político com o primo e prefeito Lauro Michels (PV), o presidente da Câmara de Diadema, Marcos Michels (PSB), acompanhado do líder do governo no Legislativo e correligionário, vereador Célio Boi, encaminhou requerimento ao governador de São Paulo, Márcio França (PSB), solicitando implantação de uma unidade do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Mais, uma espécie de modernização dos equipamentos. A ideia é de transformar o Quarteirão da Saúde neste projeto. Cabe lembrar que Lauro apoia a reeleição de França e Marcos tem candidatura colocada a deputado estadual.

Comissão de artistas
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), atendeu comissão de artistas em evento promovido pela Prefeitura, chamado Governo em Movimento. No local, o grupo reforçou insatisfação com o trabalho do secretário de Cultura, João Manoel da Costa Neto (PSDB). Mais uma situação de desgaste. Eles entregaram uma nova carta ao chefe do Executivo relatando os problemas que identificam no setor, principalmente a falta de diálogo com o titular da Pasta. O tucano alegou que o Teatro Paulo Machado de Carvalho, um dos alvos do bloco, não foi uma prioridade da gestão no primeiro ano de mandato devido à grave situação financeira dos cofres municipais, mas que em 2018 já deve ser iniciada reforma no equipamento e que, até 2020, a cidade terá seus três teatros revitalizados. Ficou acertado que haverá outro encontro para tratar de prazos e respostas sobre as reivindicações. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;