Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

EUA dizem, na ONU, que interferência russa na eleição foi 'ato de guerra'

Divulgação/Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


19/10/2017 | 16:17


A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), Nikki Haley, descreveu a interferência russa na eleição presidencial americana de 2016 como um "ato de guerra".

Haley criticou os esforços russos para "semear o caos" na recente eleição durante uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira, organizada pelo Instituo George W. Bush. "Os russos, Deus os abençoe, estão dizendo: ''por que os americanos são contra a Rússia? E por que estamos sofrendo sanções? Bem, não interfira em nossas eleições não seremos contra os russos", disse. A diplomata também afirmou que quando um país pode interferir nas eleições , "isso é uma guerra".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já questionou a determinação da comunidade de inteligência de que a Rússia interferiu na eleição de 2016. Funcionários federais estão investigando as ações da Rússia e a possibilidade de um conluio com a campanha de Trump. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA dizem, na ONU, que interferência russa na eleição foi 'ato de guerra'


19/10/2017 | 16:17


A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), Nikki Haley, descreveu a interferência russa na eleição presidencial americana de 2016 como um "ato de guerra".

Haley criticou os esforços russos para "semear o caos" na recente eleição durante uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira, organizada pelo Instituo George W. Bush. "Os russos, Deus os abençoe, estão dizendo: ''por que os americanos são contra a Rússia? E por que estamos sofrendo sanções? Bem, não interfira em nossas eleições não seremos contra os russos", disse. A diplomata também afirmou que quando um país pode interferir nas eleições , "isso é uma guerra".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já questionou a determinação da comunidade de inteligência de que a Rússia interferiu na eleição de 2016. Funcionários federais estão investigando as ações da Rússia e a possibilidade de um conluio com a campanha de Trump. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;