Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Arte do gesto em cena


Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

09/10/2010 | 07:03


Peças, oficinas, intervenções e mesas de debate integram a programação da 1ª Mostra de Mímica de São Bernardo, que tem início hoje e segue até o dia 30, em diferentes espaços do município, com entrada gratuita.

Companhias dedicadas à arte do gesto exibem produções durante o evento, sendo sete paulistanas e uma oriunda de Londres, a Cornucopia Theatre Company, representada pelo ator inglês Mark Duncan.

Sob curadoria do também ator Gabriel Guimard, a mostra visa apresentar ao grande público "o segmento que, apesar de sua longevidade, é pouco difundido no Brasil".
Segundo Guimard, falta formação no País. "Só existem cursos pontuais. Consequência: há poucos profissionais com trabalho continuado", afirma. Sua estimativa é um total de 20 a 30 mímicos no Brasil todo.

Quem abre hoje a maratona e começa a difundir a arte é o mímico Leandro Calado, que exibe a intervenção Calado Na Rua, na Praça Lauro Gomes (Rua Marechal Teodoro), a partir das 11h.

A performance - já vista em cidades brasileiras, francesas e norte-americanas - tem o intuito de mostrar que a arte do silêncio ultrapassa barreiras da língua falada.

Na apresentação, o artista - caracterizado com a clássica imagem do mímico de rosto branco - cria ilusões para divertir e aguçar o imaginário de crianças e adultos.

Já no Teatro Elis Regina (Avenida João Firmino, 900. Tel.: 4351-3479), o renomado ator Luis Louis, fundador de companhia homônima, conduz hoje, às 20h, a aula-espetáculo Mímica Total e Teatro Físico. Ele demonstra pensamentos, conceitos e técnicas.

Amanhã, a partir das 10h, Gabriel Guimard e Nora Prado, da Companhia Megamini, comandam a intervenção Mímica na Feira, na Avenida João Firmino. Eles vivem os palhaços Extrabão e Amadis, que exploram linguagens diversas, como mágica. A dupla ainda resgata números clássicos de mímica em esquetes curtos e bem-humorados, sempre garantindo interatividade com o público.

Também amanhã, às 15h, o inglês Mark Duncan leva o espetáculo infantil Monsieur Mu ao Teatro Amazonas (Rua Tasman, 301. Tel.: 4125-2466).

A montagem reúne solos de mímica: Olympique celebra as Olimpíadas, Maitre D mostra a preparação de pizzas afrodisíacas e coquetéis diabólicos e Le Conducteur leva à cena animais de estimação, batida de carros, pessoas barulhentas e ainda uma aeronave de voo rasante.

Última atração do primeiro fim de semana, a peça para crianças Cadê Todo Mundo? V 2.0, da Companhia Angatu, será encenada às 16h, no Teatro Elis Regina.

Na trama, o palhaço Tozinho recebe convite para apresentar show de circo, mas nenhum dos artistas aparece no dia marcado. Ele então decide fazer tudo sozinho, do leão ao mágico, em demonstração de todas as habilidades que possui. A performance tem direção e atuação de Victor de Seixas.

Em cartaz até o dia 28, a exposição Mímica em Fotos ocupa o Centro Cultural Antônia Marçon Bonício (Avenida João Firmino, 900. Tel: 4109-6262). Na mostra, o público encontra fotografias dos mais renomados grupos de mímica do mundo, em especial os franceses, além de registros de companhias nacionais da atualidade, como as que participam da maratona.

Com Fernando Vieira, o espetáculo 7 Pecados encerra a programação no dia 30, às 20h, no Teatro Elis Regina. O solo que utiliza as linguangens da mímica e do clown reflete sobre as falhas humanas. Direção de Ricardo Rizzo.

A agenda completa da 1ª Mostra de Mímica de São Bernardo pode ser conferida na internet (www.saobernardo.sp.gov.br). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Arte do gesto em cena

Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

09/10/2010 | 07:03


Peças, oficinas, intervenções e mesas de debate integram a programação da 1ª Mostra de Mímica de São Bernardo, que tem início hoje e segue até o dia 30, em diferentes espaços do município, com entrada gratuita.

Companhias dedicadas à arte do gesto exibem produções durante o evento, sendo sete paulistanas e uma oriunda de Londres, a Cornucopia Theatre Company, representada pelo ator inglês Mark Duncan.

Sob curadoria do também ator Gabriel Guimard, a mostra visa apresentar ao grande público "o segmento que, apesar de sua longevidade, é pouco difundido no Brasil".
Segundo Guimard, falta formação no País. "Só existem cursos pontuais. Consequência: há poucos profissionais com trabalho continuado", afirma. Sua estimativa é um total de 20 a 30 mímicos no Brasil todo.

Quem abre hoje a maratona e começa a difundir a arte é o mímico Leandro Calado, que exibe a intervenção Calado Na Rua, na Praça Lauro Gomes (Rua Marechal Teodoro), a partir das 11h.

A performance - já vista em cidades brasileiras, francesas e norte-americanas - tem o intuito de mostrar que a arte do silêncio ultrapassa barreiras da língua falada.

Na apresentação, o artista - caracterizado com a clássica imagem do mímico de rosto branco - cria ilusões para divertir e aguçar o imaginário de crianças e adultos.

Já no Teatro Elis Regina (Avenida João Firmino, 900. Tel.: 4351-3479), o renomado ator Luis Louis, fundador de companhia homônima, conduz hoje, às 20h, a aula-espetáculo Mímica Total e Teatro Físico. Ele demonstra pensamentos, conceitos e técnicas.

Amanhã, a partir das 10h, Gabriel Guimard e Nora Prado, da Companhia Megamini, comandam a intervenção Mímica na Feira, na Avenida João Firmino. Eles vivem os palhaços Extrabão e Amadis, que exploram linguagens diversas, como mágica. A dupla ainda resgata números clássicos de mímica em esquetes curtos e bem-humorados, sempre garantindo interatividade com o público.

Também amanhã, às 15h, o inglês Mark Duncan leva o espetáculo infantil Monsieur Mu ao Teatro Amazonas (Rua Tasman, 301. Tel.: 4125-2466).

A montagem reúne solos de mímica: Olympique celebra as Olimpíadas, Maitre D mostra a preparação de pizzas afrodisíacas e coquetéis diabólicos e Le Conducteur leva à cena animais de estimação, batida de carros, pessoas barulhentas e ainda uma aeronave de voo rasante.

Última atração do primeiro fim de semana, a peça para crianças Cadê Todo Mundo? V 2.0, da Companhia Angatu, será encenada às 16h, no Teatro Elis Regina.

Na trama, o palhaço Tozinho recebe convite para apresentar show de circo, mas nenhum dos artistas aparece no dia marcado. Ele então decide fazer tudo sozinho, do leão ao mágico, em demonstração de todas as habilidades que possui. A performance tem direção e atuação de Victor de Seixas.

Em cartaz até o dia 28, a exposição Mímica em Fotos ocupa o Centro Cultural Antônia Marçon Bonício (Avenida João Firmino, 900. Tel: 4109-6262). Na mostra, o público encontra fotografias dos mais renomados grupos de mímica do mundo, em especial os franceses, além de registros de companhias nacionais da atualidade, como as que participam da maratona.

Com Fernando Vieira, o espetáculo 7 Pecados encerra a programação no dia 30, às 20h, no Teatro Elis Regina. O solo que utiliza as linguangens da mímica e do clown reflete sobre as falhas humanas. Direção de Ricardo Rizzo.

A agenda completa da 1ª Mostra de Mímica de São Bernardo pode ser conferida na internet (www.saobernardo.sp.gov.br). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;