Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Químicos iniciam as negociações


Do Diário do Grande ABC

21/10/2010 | 07:05


Ontem foi realizada a primeira de duas rodadas de negociação da pauta de reivindicações da categoria química do Grande ABC.

As discussões desta primeira reunião giraram em torno da renovação das cláusulas sociais da convenção coletiva 2009 72. Na pauta entregue pelo Sindicato dos Trabalhadores Químicos do ABC há 24 alterações e foram incluídas outras quatro reivindicações: perfil profissional previdenciário; capacitação de cipeiros (cinco dias de afastamento por ano); nanotecnologias (empresas devem informar ao sindicato se está ou não usando nova tecnologia) - e a cláusula que garante emprego. A segunda rodada discutirá cláusulas econômicas e está marcada para o dia 29.

Os 38 mil trabalhadores da base reivindicam aumento real de 6%; piso salarial de R$ 1.100, e PLR (Participação dos Lucros e Resultados) de R$ 900. Na avaliação da diretoria do sindicato, a campanha reivindicatória desse ano deve refletir o forte crescimento da indústria química e manter as conquistas.

A assembleia para avaliação das negociações será realizada no dia 5, na sede de Santo André.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Químicos iniciam as negociações

Do Diário do Grande ABC

21/10/2010 | 07:05


Ontem foi realizada a primeira de duas rodadas de negociação da pauta de reivindicações da categoria química do Grande ABC.

As discussões desta primeira reunião giraram em torno da renovação das cláusulas sociais da convenção coletiva 2009 72. Na pauta entregue pelo Sindicato dos Trabalhadores Químicos do ABC há 24 alterações e foram incluídas outras quatro reivindicações: perfil profissional previdenciário; capacitação de cipeiros (cinco dias de afastamento por ano); nanotecnologias (empresas devem informar ao sindicato se está ou não usando nova tecnologia) - e a cláusula que garante emprego. A segunda rodada discutirá cláusulas econômicas e está marcada para o dia 29.

Os 38 mil trabalhadores da base reivindicam aumento real de 6%; piso salarial de R$ 1.100, e PLR (Participação dos Lucros e Resultados) de R$ 900. Na avaliação da diretoria do sindicato, a campanha reivindicatória desse ano deve refletir o forte crescimento da indústria química e manter as conquistas.

A assembleia para avaliação das negociações será realizada no dia 5, na sede de Santo André.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;