Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

RJ: acidente em obras do Cinema Art Palácio mata servente


Do Diário do Grande ABC

16/08/1999 | 20:35


Um acidente no canteiro de obras do antigo Cinema Art Palácio, na Praça Saens Peña, na Tijuca, matou nesta segunda-feira o servente Sueldo Francisco Teixeira, de 25 anos. Ele morreu soterrado por uma barreira de terra, quando realizava um trabalho de contençao na área. O local, em obras há mais de um mês, será transformado numa filial da loja de departamentos Leader Magazine. O responsável técnico pela obra, Ronald Mitre, disse que o acidente foi uma fatalidade. O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), José Chacon de Assis, disse, no entanto, que irá abrir uma sindicância para apurar se houve negligência, imperícia ou imprudência na realizaçao na obra.

Nesta segunda-feira, uma equipe do CREA esteve no local, mas o expediente já estava encerrado. ``Vamos apurar tudo com cuidado. Voltaremos lá nesta terça-feira para saber o que houve'', afirmou Chacon. Segundo ele, caso sejam comprovadas irregularidades, o responsável técnico pode ser suspenso, receber advertência pública ou reservada e até perder o registro profissional. ``Sem falar nas puniçoes penais. Somos um tribunal de ética, que prevê puniçoes administrativas'', disse.

Segundo o responsável pela obra, Ronald Mitre, da construtora Nataliber, a Defesa Civil nao constatou irregularidades. ``Tomamos todos os cuidados com segurança. O servente estava usando capacete``, afirmou. O sargento Nelson Braga, do 6º Batalhao (Andaraí), confirmou a versao. ``O capacete estava próximo ao corpo'', contou. O diretor superintendente da Leader, Carlos Alberto Machado Correia, também acha que se tratou de uma fatalidade: ``Os operários usam capacete, cinto. Já trabalhamos com essa empreiteira há algum tempo''. Segundo ele, a obra deve estar concluída até o fim do ano.

A obra, no entanto, nao é vista com bons olhos por todos. De acordo com moradores do prédio sobre o cinema, na Rua Conde de Bonfim, número 406, nao há respeito à lei do silêncio. ``A obra funciona dia e noite'', acusou o aposentado Vicente Vieira Ferreira, de 85 anos. Os moradores também temem pela estrutura do prédio. ``Toda hora entram carros com vigas de ferro. Gostaria de ficar tranqüila, mas nao estou'', disse a dona de casa Lúcia Costa, de 64 anos. Ronald Mitre, no entanto, informou que a obra nao mexe na estrutura e que nunca ultrapassa as 22h.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

RJ: acidente em obras do Cinema Art Palácio mata servente

Do Diário do Grande ABC

16/08/1999 | 20:35


Um acidente no canteiro de obras do antigo Cinema Art Palácio, na Praça Saens Peña, na Tijuca, matou nesta segunda-feira o servente Sueldo Francisco Teixeira, de 25 anos. Ele morreu soterrado por uma barreira de terra, quando realizava um trabalho de contençao na área. O local, em obras há mais de um mês, será transformado numa filial da loja de departamentos Leader Magazine. O responsável técnico pela obra, Ronald Mitre, disse que o acidente foi uma fatalidade. O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), José Chacon de Assis, disse, no entanto, que irá abrir uma sindicância para apurar se houve negligência, imperícia ou imprudência na realizaçao na obra.

Nesta segunda-feira, uma equipe do CREA esteve no local, mas o expediente já estava encerrado. ``Vamos apurar tudo com cuidado. Voltaremos lá nesta terça-feira para saber o que houve'', afirmou Chacon. Segundo ele, caso sejam comprovadas irregularidades, o responsável técnico pode ser suspenso, receber advertência pública ou reservada e até perder o registro profissional. ``Sem falar nas puniçoes penais. Somos um tribunal de ética, que prevê puniçoes administrativas'', disse.

Segundo o responsável pela obra, Ronald Mitre, da construtora Nataliber, a Defesa Civil nao constatou irregularidades. ``Tomamos todos os cuidados com segurança. O servente estava usando capacete``, afirmou. O sargento Nelson Braga, do 6º Batalhao (Andaraí), confirmou a versao. ``O capacete estava próximo ao corpo'', contou. O diretor superintendente da Leader, Carlos Alberto Machado Correia, também acha que se tratou de uma fatalidade: ``Os operários usam capacete, cinto. Já trabalhamos com essa empreiteira há algum tempo''. Segundo ele, a obra deve estar concluída até o fim do ano.

A obra, no entanto, nao é vista com bons olhos por todos. De acordo com moradores do prédio sobre o cinema, na Rua Conde de Bonfim, número 406, nao há respeito à lei do silêncio. ``A obra funciona dia e noite'', acusou o aposentado Vicente Vieira Ferreira, de 85 anos. Os moradores também temem pela estrutura do prédio. ``Toda hora entram carros com vigas de ferro. Gostaria de ficar tranqüila, mas nao estou'', disse a dona de casa Lúcia Costa, de 64 anos. Ronald Mitre, no entanto, informou que a obra nao mexe na estrutura e que nunca ultrapassa as 22h.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;