Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

D. Hélder Câmara morre aos 90 anos


Do Diário do Grande ABC

28/08/1999 | 00:00


O arcebispo emérito de Pernambuco e fundador da CNBB (Confederaçao Nacional dos Bispos do Brasil), D. Helder Câmara, morreu nesta sexta-feira, aos 90 anos. Ele estava internado desde o dia 18 de agosto, em um hospital de Recife com infecçao urinária.

Segundo as primeiras informaçoes, suas funçoes vitais pararam às 22h20.

D. Hélder nasceu em Fortaleza no dia 7 de fevereiro de 1907. Aos 22 anos foi ordenado padre. Em 1936, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde se tronou arcebispo auxiliar. Em 1964, depois de ser chamado pelo papa Joao Paulo II de "irmao dos pobres", foi escolhido para assumir a arquidiocese de Pernambuco. No entanto, sofreu repressao da ditadura militar, foi taxado de comunista e recebeu o título de "bispo vermelho". Por causa de sua luta contra a miséria, foi lembrado quatro vezes para o Prêmio Nobel da Paz.

Em entrevista à rádio CBN, Frei Beto disse que D. Hélder deve ser lembrado como um homem de grande sensibilidade para questoes sociais e que o Brasil perdeu uma "pessoa maravilhosa".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

D. Hélder Câmara morre aos 90 anos

Do Diário do Grande ABC

28/08/1999 | 00:00


O arcebispo emérito de Pernambuco e fundador da CNBB (Confederaçao Nacional dos Bispos do Brasil), D. Helder Câmara, morreu nesta sexta-feira, aos 90 anos. Ele estava internado desde o dia 18 de agosto, em um hospital de Recife com infecçao urinária.

Segundo as primeiras informaçoes, suas funçoes vitais pararam às 22h20.

D. Hélder nasceu em Fortaleza no dia 7 de fevereiro de 1907. Aos 22 anos foi ordenado padre. Em 1936, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde se tronou arcebispo auxiliar. Em 1964, depois de ser chamado pelo papa Joao Paulo II de "irmao dos pobres", foi escolhido para assumir a arquidiocese de Pernambuco. No entanto, sofreu repressao da ditadura militar, foi taxado de comunista e recebeu o título de "bispo vermelho". Por causa de sua luta contra a miséria, foi lembrado quatro vezes para o Prêmio Nobel da Paz.

Em entrevista à rádio CBN, Frei Beto disse que D. Hélder deve ser lembrado como um homem de grande sensibilidade para questoes sociais e que o Brasil perdeu uma "pessoa maravilhosa".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;