Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Copom define nesta quarta-feira a taxa básica de juros


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

19/01/2005 | 08:04


Termina nesta quarta-feira, na sede do Banco Central (em Brasília), a reunião do Copom (Comitê de Política Monetária). O encontro, que começou na terça-feira, discute a taxa básica de juros da economia (Selic), atualmente em 17,75% ao ano.

A expectativa dos analistas de mercado é de que o Copom eleve a taxa atual, de 17,75% ao ano, para 18,25%, em razão da resistência inflacionária em alguns segmentos de mercado. De acordo com o Boletim Focus, divulgado na segunda-feira pelo BC, o mercado financeiro acredita, porém, que os preços perderão resistência ao longo do ano, de modo a possibilitar redução gradativa da taxa Selic até o nível de 16% no fim do ano.

A taxa básica de juros serve de parâmetro para os financiamentos diários com lastro em títulos federais, apurados no Sistema Especial de Liqüidação e Custódia - por isso a taxa de juros também é chamada de taxa Selic.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Copom define nesta quarta-feira a taxa básica de juros

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

19/01/2005 | 08:04


Termina nesta quarta-feira, na sede do Banco Central (em Brasília), a reunião do Copom (Comitê de Política Monetária). O encontro, que começou na terça-feira, discute a taxa básica de juros da economia (Selic), atualmente em 17,75% ao ano.

A expectativa dos analistas de mercado é de que o Copom eleve a taxa atual, de 17,75% ao ano, para 18,25%, em razão da resistência inflacionária em alguns segmentos de mercado. De acordo com o Boletim Focus, divulgado na segunda-feira pelo BC, o mercado financeiro acredita, porém, que os preços perderão resistência ao longo do ano, de modo a possibilitar redução gradativa da taxa Selic até o nível de 16% no fim do ano.

A taxa básica de juros serve de parâmetro para os financiamentos diários com lastro em títulos federais, apurados no Sistema Especial de Liqüidação e Custódia - por isso a taxa de juros também é chamada de taxa Selic.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;