Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Troca partidária para benefício próprio


Beto Silva

18/02/2016 | 07:00


Será promulgada hoje, em sessão conjunta do Congresso, emenda constitucional que abre a chamada ''janela'' para troca de partidos sem perda de mandato. Os vereadores e prefeitos poderão deixar as legendas pelas quais foram eleitos nos próximos 30 dias. É uma das alterações nas regras eleitorais aprovadas por deputados e senadores ano passado. No Grande ABC, dos 142 parlamentares, em torno de 20 devem mudar de sigla. Nenhum chefe de Executivo deve aproveitar a brecha. Há de se ressaltar que a alteração é legítima. Mas alguém acredita que a troca para uma outra agremiação ocorrerá por motivos ideológicos? Os ingênuos, talvez. Os que não entendem de política, quiça. Os que conhecem o mínimo dos meandros do poder sabem que a saída de um partido para ingresso em outro será feito a partir de critério estritamente pessoal. O único objetivo de quem mudar será para garantir sua reeleição em outubro. Sequer lerão o estatuto ou o regimento do novo partido. Não vão querer saber de filosofias e ideais. Jamais estarão interessados em benefícios para o eleitor e, consequentemente, à sociedade. Essa história de programa partidário é conversa para boi dormir. É uma janela em que os políticos observam apenas vantagens para si. Uma paisagem de benefícios em causa própria. Um dia isso muda?

Bastidores
Causa animal – 1

Ativistas da causa animal desconfiam que João de Mauá, assessor do deputado Atila Jacomussi (PCdoB), esteja à frente de uma onda de calúnias que atinge a página deles nas redes sociais. Isso porque o funcionário do parlamentar é acusado de negligência, pois gravou vídeo de cachorro agonizando na rua para fazer politicagem ao invés de acudi-lo. A polícia investiga o caso.

Causa animal – 2
Os ativistas, com os quais Atila tentou aproximação nos últimos meses por se intitular defensor da causa animal, estão revoltados com João e com a falta de pulso firme do deputado, que apenas deu bronca em seu colaborador. Na prática, o comunista tem perdido votos, pois vai concorrer ao Paço mauaense em outubro. Assim como João de Mauá, que vai tentar ser vereador, mas já não tem o mesmo respaldo dos eleitores desse nicho.

Foco único
Vereadora de Mauá, Sandra Vieira (PMDB) diz que seu único foco na eleição é apoiar a candidatura a prefeita da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB) e conquistar a reeleição ao Legislativo. Ela havia comentado anteriormente que, em caso de desistência de Vanessa, procuraria outros caminhos, inclusive com possibilidade de ser vice na chapa do prefeito Donisete Braga (PT). A representante da Assembleia tem garantido que estará na corrida ao Paço e vai estar na Câmara terça-feira para reafirmar o compromisso.

Desapareceu
Presidente do PTN de Santo André, Reginaldo Rodrigo de Oliveira, pré-candidato ao Paço, tem pedido de investigação por estelionato, como noticiou ontem este Diário. Segundo a denúncia, ele prometia, mediante pagamento de taxa, inclusão no programa Minha Casa, Minha Vida. Atendeu o telefone da equipe de reportagem três vezes para dar sua versão dos fatos. Em todas elas pediu dez minutos para consultar assessores. Depois disso, não atendeu mais os contatos.

PTB reforçado
Ex-deputado estadual por São Caetano, Marquinho Tortorello filiou-se ao PTB. Deve tentar cadeira na Câmara. Estará ao lado do tio, Pádua Tortorello, pré-candidato ao Palácio da Cerâmica. A ida do ex-parlamentar ao partido ocorreu pela garantia de lançamento da chapa a prefeito. O que vai se concretizar em duas hipóteses. A primeira, se o nome do PTB alavancar nas pesquisas. A segunda, se ficar constatado que a possível chapa petebista vai tirar votos do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que tentará voltar ao Paço, para distribuir votos entre a oposição e dar mais chances à reeleição do chefe do Executivo, Paulo Pinheiro (PMDB). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Troca partidária para benefício próprio

Beto Silva

18/02/2016 | 07:00


Será promulgada hoje, em sessão conjunta do Congresso, emenda constitucional que abre a chamada ''janela'' para troca de partidos sem perda de mandato. Os vereadores e prefeitos poderão deixar as legendas pelas quais foram eleitos nos próximos 30 dias. É uma das alterações nas regras eleitorais aprovadas por deputados e senadores ano passado. No Grande ABC, dos 142 parlamentares, em torno de 20 devem mudar de sigla. Nenhum chefe de Executivo deve aproveitar a brecha. Há de se ressaltar que a alteração é legítima. Mas alguém acredita que a troca para uma outra agremiação ocorrerá por motivos ideológicos? Os ingênuos, talvez. Os que não entendem de política, quiça. Os que conhecem o mínimo dos meandros do poder sabem que a saída de um partido para ingresso em outro será feito a partir de critério estritamente pessoal. O único objetivo de quem mudar será para garantir sua reeleição em outubro. Sequer lerão o estatuto ou o regimento do novo partido. Não vão querer saber de filosofias e ideais. Jamais estarão interessados em benefícios para o eleitor e, consequentemente, à sociedade. Essa história de programa partidário é conversa para boi dormir. É uma janela em que os políticos observam apenas vantagens para si. Uma paisagem de benefícios em causa própria. Um dia isso muda?

Bastidores
Causa animal – 1

Ativistas da causa animal desconfiam que João de Mauá, assessor do deputado Atila Jacomussi (PCdoB), esteja à frente de uma onda de calúnias que atinge a página deles nas redes sociais. Isso porque o funcionário do parlamentar é acusado de negligência, pois gravou vídeo de cachorro agonizando na rua para fazer politicagem ao invés de acudi-lo. A polícia investiga o caso.

Causa animal – 2
Os ativistas, com os quais Atila tentou aproximação nos últimos meses por se intitular defensor da causa animal, estão revoltados com João e com a falta de pulso firme do deputado, que apenas deu bronca em seu colaborador. Na prática, o comunista tem perdido votos, pois vai concorrer ao Paço mauaense em outubro. Assim como João de Mauá, que vai tentar ser vereador, mas já não tem o mesmo respaldo dos eleitores desse nicho.

Foco único
Vereadora de Mauá, Sandra Vieira (PMDB) diz que seu único foco na eleição é apoiar a candidatura a prefeita da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB) e conquistar a reeleição ao Legislativo. Ela havia comentado anteriormente que, em caso de desistência de Vanessa, procuraria outros caminhos, inclusive com possibilidade de ser vice na chapa do prefeito Donisete Braga (PT). A representante da Assembleia tem garantido que estará na corrida ao Paço e vai estar na Câmara terça-feira para reafirmar o compromisso.

Desapareceu
Presidente do PTN de Santo André, Reginaldo Rodrigo de Oliveira, pré-candidato ao Paço, tem pedido de investigação por estelionato, como noticiou ontem este Diário. Segundo a denúncia, ele prometia, mediante pagamento de taxa, inclusão no programa Minha Casa, Minha Vida. Atendeu o telefone da equipe de reportagem três vezes para dar sua versão dos fatos. Em todas elas pediu dez minutos para consultar assessores. Depois disso, não atendeu mais os contatos.

PTB reforçado
Ex-deputado estadual por São Caetano, Marquinho Tortorello filiou-se ao PTB. Deve tentar cadeira na Câmara. Estará ao lado do tio, Pádua Tortorello, pré-candidato ao Palácio da Cerâmica. A ida do ex-parlamentar ao partido ocorreu pela garantia de lançamento da chapa a prefeito. O que vai se concretizar em duas hipóteses. A primeira, se o nome do PTB alavancar nas pesquisas. A segunda, se ficar constatado que a possível chapa petebista vai tirar votos do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que tentará voltar ao Paço, para distribuir votos entre a oposição e dar mais chances à reeleição do chefe do Executivo, Paulo Pinheiro (PMDB). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;