Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Financiamento de veículos cresce 24,3% e bate recorde


Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

30/03/2007 | 07:06


O financiamento automotivo está em pleno vapor. De acordo com a Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), o setor teve movimento recorde em 2006. Foram liberados R$ 52,1 bilhões pelo Sistema Financeiro Nacional para a compra de carros a prazo, o que representa um aumento de 24,3% em comparação ao ano anterior.

Para a Anef, o crescimento de financiamento automotivo é explicado pela mudança de perfil dos planos. A queda contínua das taxas médias de juros ajuda: em 2006 foram de 22% ao ano, índice 4,6 pontos percentuais menor do que em 2005 (26,1%).

Modelos e prazos - A extensão dos planos também tem ajudado o consumidor a escolher o financiamento. Em 2006, o prazo dessa modalidade chegou a ser de 72 meses em alguns casos. A média no final do ano passado era de 36 meses – a mais alta dos últimos sete anos.

No ano passado, 45% dos veículos comercializados foram financiados por meio de CDC (Crédito Direto ao Consumidor), enquanto 32% foram pagos à vista e 5% por meio de consórcio.

No caso das motocicletas, o financiamento atingiu a participação recorde de 41%, enquanto consórcios representaram 36% e pagamentos à vista corresponderam a 23%.

Leasing - O leasing se apresenta como uma das maiores opções de compra de veículos. Com 18% das comercializações de veículos em 2006, a modalidade chega perto dos níveis recordes alcançados em 1997 e 1998, quando representava 25%.

Entre 2005 e 2006, a carteira dessa modalidade teve aumento de 62,74% – no ano passado, o saldo foi de R$ 34,5 bilhões, R$ 13,3 bilhões a mais do que no ano anterior, quando foram registrados R$ 21,2 bilhões.

Expectativas - A Anef espera que os prazos de financiamento continuem em expansão, enquanto as taxas de juros caem cada vez mais.

Assim, para 2007, é esperado um crescimento de 25% nos recursos liberados para a compra a prazo de veículos. Para a entidade, o valor pode chegar à marca de R$ 65 bilhões.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Financiamento de veículos cresce 24,3% e bate recorde

Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

30/03/2007 | 07:06


O financiamento automotivo está em pleno vapor. De acordo com a Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), o setor teve movimento recorde em 2006. Foram liberados R$ 52,1 bilhões pelo Sistema Financeiro Nacional para a compra de carros a prazo, o que representa um aumento de 24,3% em comparação ao ano anterior.

Para a Anef, o crescimento de financiamento automotivo é explicado pela mudança de perfil dos planos. A queda contínua das taxas médias de juros ajuda: em 2006 foram de 22% ao ano, índice 4,6 pontos percentuais menor do que em 2005 (26,1%).

Modelos e prazos - A extensão dos planos também tem ajudado o consumidor a escolher o financiamento. Em 2006, o prazo dessa modalidade chegou a ser de 72 meses em alguns casos. A média no final do ano passado era de 36 meses – a mais alta dos últimos sete anos.

No ano passado, 45% dos veículos comercializados foram financiados por meio de CDC (Crédito Direto ao Consumidor), enquanto 32% foram pagos à vista e 5% por meio de consórcio.

No caso das motocicletas, o financiamento atingiu a participação recorde de 41%, enquanto consórcios representaram 36% e pagamentos à vista corresponderam a 23%.

Leasing - O leasing se apresenta como uma das maiores opções de compra de veículos. Com 18% das comercializações de veículos em 2006, a modalidade chega perto dos níveis recordes alcançados em 1997 e 1998, quando representava 25%.

Entre 2005 e 2006, a carteira dessa modalidade teve aumento de 62,74% – no ano passado, o saldo foi de R$ 34,5 bilhões, R$ 13,3 bilhões a mais do que no ano anterior, quando foram registrados R$ 21,2 bilhões.

Expectativas - A Anef espera que os prazos de financiamento continuem em expansão, enquanto as taxas de juros caem cada vez mais.

Assim, para 2007, é esperado um crescimento de 25% nos recursos liberados para a compra a prazo de veículos. Para a entidade, o valor pode chegar à marca de R$ 65 bilhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;