Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Cidades são centros culturais


Daniel Trielli
Enviado a Argentina

05/06/2008 | 07:05


A cidades mais movimentadas da Quebrada são Humahuaca, Tilcara e Purmamarca, que servem como centros culturais e históricos da região.

Com pouco mais de 11 mil habitantes, Humahuaca se destaca das outras localidades por ter um perfil mais europeu. Na construção das casas predomina o cimento e as telhas de barro, ao invés dos tijolos de adobe e dos telhados de palha e barro das vilas menores. No Centro da cidade, impõe-se o monumento aos heróis da independência, no topo de uma longa e ampla escadaria.

Já Tilcara tem quase 6.000 habitantes e conta com uma feira de artesanatos perene na praça central e restaurantes mais convidativos do que as vilas ao redor.

Mas o mais impressionante de Tilcara é a Pucara (ou "fortaleza"), um sítio arqueológico onde, antes de os espanhóis chegarem, viviam os omaguaca, povo original que deu nome à Quebrada.

As casas e ranchos das populações antigas foram reconstruídos no começo do século 20 e é possível ver como viviam essas pessoas e como a localização da sua antiga morada os protegia dos invasores. As construções estão no alto de um morro que tem uma vista completa dos arredores. Antes de os europeus invadirem, a posição estratégica ajudava os indígenas a se defender dos outros povos pré-colombianos, como os incas.

A Pucara de Tilcara, na realidade, é um complexo arqueológico, que além de ter as reconstruções das ruínas omaguacas, também tem um jardim botânico. Mas o que se exibe em um jardim desse tipo em um local que só tem cactos e pedras? Cactos e pedras. Na verdade, são vários tipos da planta, desde os grandes vicuñita, com até três metros de altura, até os pequenos abra de potrerillo, com alguns centímetros. E quanto às rochas, por incrível que pareça, há exemplos interessantes, como a piedra campana, que, apesar de ser completamente sólida, quando é atingida de leve por outro mineral emite um som como de sino.

Purmamarca é o ponto de partida para a Puna e a Costa do Lipán. Com 2.000 habitantes, destaca-se pela concentração de bons hotéis (pela localização privilegiada) e pelas serras coloridas ao redor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;