Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Maitê Proença ganha na Justiça indenizaçao de laboratório


Do Diário do Grande ABC

10/11/2000 | 00:02


O laboratório Schering do Brasil, Química e Farmacêutica Ltda. foi condenado nesta quinta-feira a pagar dois mil salários mínimos (R$ 302 mil) de indenizaçao à atriz Maitê Proença, protagonista de uma propaganda do anticoncepcional Microvlar.

O remédio ficou famoso por causa de um lote com placebos, cápsulas de teste que nao tem as propriedades anticoncepcionais, que circularam no mercado. O laboratório contratou a atriz em agosto de 1998 para fazer uma propaganda na TV, justificando que o produto estava de volta ao mercado com uma nova embalagem e a mesma fórmula química.

O Microvlar já havia saído de circulaçao pela denúncia de cápsulas de farinha em lugar de anticoncepcionais. Como ficou comprovado posteriormente que os remédios nao tinham efeito - várias mulheres engravidaram e entraram na Justiça para cobrar indenizaçao -, Maitê recorreu judicialmente por danos morais e foi favorecida pela decisao do juiz da 18ª Vara Cível do Rio de Janeiro, Werson Franco Pereira Rêgo.

O laboratório informou que vai recorrer da decisao.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;