Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Meneguelli vira opção petista

Arquivo/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

De saída da presidência do Sesi, ele aparece em discussões internas do PT de S.Caetano como potencial prefeiturável; grupo majoritário reage


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

20/01/2015 | 07:00


De saída da presidência do Sesi, Jair Meneguelli voltou a figurar nas discussões políticas do PT de São Caetano. Parcela minoritária do partido defende o nome dele como prefeiturável na eleição de 2016.

O grupo majoritário do PT, liderado pelo vereador Pio Mielo, nega que o nome de Meneguelli esteja ocupando pauta das reuniões internas. “O que estamos fazendo é discutir a eleição de 2016. O PT terá um candidato, mas não colocamos nome na mesa ainda”, comentou o mandatário local do partido, Márcio Della Bella.

Meneguelli disputou o Palácio da Cerâmica em 2000 e foi derrotado pelo prefeito Luiz Tortorello (morto em 2004). Em 2003, quando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumiu o primeiro mandato na Presidência, o petista foi nomeado para chefiar o Sesi e, praticamente, rompeu os laços com os companheiros de São Caetano. “Pelo fato de o Meneguelli ter agenda repleta, não conseguiu estar presente na cidade durante esses dez anos. Ele tem o mesmo direito que tantos outros filiados teriam de ser candidatos”, considerou Pio.

Em 2012, o ex-vereador Edgar Nóbrega (PT) desistiu da candidatura ao Paço no meio da eleição após figurar em denúncia de pagamento de mensalinho para atuar como oposição branda. Desde então, o PT busca se reconstruir para afastar a imagem negativa. “Tivemos maturidade para nos reorganizar. Pretendo me reeleger vereador e contribuir para o crescimento da bancada. Colocar um nome de candidato desde já acho muito leviano. Espero que o PT tenha maturidade e não seja usado como balão de ensaio para alavancar ninguém”, declarou Pio.

Alinhada aos setores mais à esquerda do PT, a ex-vereadora Vera Severiano disse desconhecer a discussão por Meneguelli, mas destacou que o companheiro seria “bom nome” para melhorar a imagem petista. Vera ainda pediu que o partido rompa com o prefeito Paulo Pinheiro (PMDB). “A administração é mal avaliada. Tivemos problemas com o pagamento de funcionários e só o meu grupo se posicionou”, afirmou a petista.

Ricardo Rios, primeiro suplente de vereador, pediu discussão. “Se o Meneguelli quer, tem de vir ao partido. Nós estamos planejando a candidatura.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Meneguelli vira opção petista

De saída da presidência do Sesi, ele aparece em discussões internas do PT de S.Caetano como potencial prefeiturável; grupo majoritário reage

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

20/01/2015 | 07:00


De saída da presidência do Sesi, Jair Meneguelli voltou a figurar nas discussões políticas do PT de São Caetano. Parcela minoritária do partido defende o nome dele como prefeiturável na eleição de 2016.

O grupo majoritário do PT, liderado pelo vereador Pio Mielo, nega que o nome de Meneguelli esteja ocupando pauta das reuniões internas. “O que estamos fazendo é discutir a eleição de 2016. O PT terá um candidato, mas não colocamos nome na mesa ainda”, comentou o mandatário local do partido, Márcio Della Bella.

Meneguelli disputou o Palácio da Cerâmica em 2000 e foi derrotado pelo prefeito Luiz Tortorello (morto em 2004). Em 2003, quando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumiu o primeiro mandato na Presidência, o petista foi nomeado para chefiar o Sesi e, praticamente, rompeu os laços com os companheiros de São Caetano. “Pelo fato de o Meneguelli ter agenda repleta, não conseguiu estar presente na cidade durante esses dez anos. Ele tem o mesmo direito que tantos outros filiados teriam de ser candidatos”, considerou Pio.

Em 2012, o ex-vereador Edgar Nóbrega (PT) desistiu da candidatura ao Paço no meio da eleição após figurar em denúncia de pagamento de mensalinho para atuar como oposição branda. Desde então, o PT busca se reconstruir para afastar a imagem negativa. “Tivemos maturidade para nos reorganizar. Pretendo me reeleger vereador e contribuir para o crescimento da bancada. Colocar um nome de candidato desde já acho muito leviano. Espero que o PT tenha maturidade e não seja usado como balão de ensaio para alavancar ninguém”, declarou Pio.

Alinhada aos setores mais à esquerda do PT, a ex-vereadora Vera Severiano disse desconhecer a discussão por Meneguelli, mas destacou que o companheiro seria “bom nome” para melhorar a imagem petista. Vera ainda pediu que o partido rompa com o prefeito Paulo Pinheiro (PMDB). “A administração é mal avaliada. Tivemos problemas com o pagamento de funcionários e só o meu grupo se posicionou”, afirmou a petista.

Ricardo Rios, primeiro suplente de vereador, pediu discussão. “Se o Meneguelli quer, tem de vir ao partido. Nós estamos planejando a candidatura.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;