Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Duas empresas recorrem na licitação da publicidade


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

20/01/2015 | 07:15


A Prefeitura de São Caetano registrou contestações de duas empresas ao resultado da licitação da conta publicitária do Paço, em que a agência Sotaque Brasil, ligada ao prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), recebeu a maior nota de qualificação técnica na concorrência que poderá movimentar até R$ 33,2 milhões. Os questionamentos serão respondidos pelas companhias contestadas até o fim da semana ao Executivo, que analisará se acatará ou não o pedido.

Duas das cinco licitantes foram desclassificadas por terem recebido notas abaixo da média: CIN Comunicação Integrada e Área Comunicação Propaganda e Marketing.

Na abertura dos envelopes, entretanto, Emerson Antonio Pagani, representante da Área, argumentou que foi ignorada a exigência do edital para utilizar fórmula específica no cálculo das notas das agências. O uso do método, segundo Pagani e os próprios funcionários do Executivo, desclassificaria todas as concorrentes.

Por nota, a CIN afirmou que contestaria o resultado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Duas empresas recorrem na licitação da publicidade

Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

20/01/2015 | 07:15


A Prefeitura de São Caetano registrou contestações de duas empresas ao resultado da licitação da conta publicitária do Paço, em que a agência Sotaque Brasil, ligada ao prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), recebeu a maior nota de qualificação técnica na concorrência que poderá movimentar até R$ 33,2 milhões. Os questionamentos serão respondidos pelas companhias contestadas até o fim da semana ao Executivo, que analisará se acatará ou não o pedido.

Duas das cinco licitantes foram desclassificadas por terem recebido notas abaixo da média: CIN Comunicação Integrada e Área Comunicação Propaganda e Marketing.

Na abertura dos envelopes, entretanto, Emerson Antonio Pagani, representante da Área, argumentou que foi ignorada a exigência do edital para utilizar fórmula específica no cálculo das notas das agências. O uso do método, segundo Pagani e os próprios funcionários do Executivo, desclassificaria todas as concorrentes.

Por nota, a CIN afirmou que contestaria o resultado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;